All for Joomla All for Webmasters
GE
Quarta, 06 Dezembro 2017 17:11

Escovar os dentes regularmente pode diminuir risco de câncer de garganta

| Informações do Saúde Ig
Escovar os dentes regularmente pode diminuir risco de câncer de garganta Imagens da Internet

Escovar os dentes regularmente pode prevenir muito mais do que cáries e mau hálito. De acordo com um novo estudo feito pela Universidade de Nova York, a prática diminui em mais de 20% as chances de desenvolver câncer de garganta.

Bactérias relacionadas à doença periodontal - que afeta a gengiva em caso de má escovação dental - pode provocar a doença, afirmam os pesquisadores.

Escolher a escova ideal ajuda a realizar a limpeza de cada dente de forma correta e diminuir o risco de câncer de garganta.

Isso porque ao possuir níveis mais elevados de certas bactérias que estão ligadas à doença periodontal - que afeta desde a gengiva até o osso que envolve e suporta o dente caso a escovação não seja bem feita - a probabilidade de um indivíduo desenvolver o câncer é um quinto maior.

Ainda não está claro se é a própria bactéria ou a doença periodontal que provoca o tumor na garganta. Mas, de qualquer forma, os pesquisadores argumentam que suas descobertas destacam a importância de uma boa higiene bucal, incluindo escovar os dentes duas vezes por dia e visitar regularmente o dentista para manter a saúde dentária em dia. Estar saudável e evitar complicações de saúde em geral também colaboram para que o risco seja menor.

O câncer de garganta é o oitavo tipo mais comum da doença no mundo todo, e a sexta principal causa de mortes relacionadas ao câncer, ressalta o estudo. A demora para o diagnóstico pode fazer com que a doença chegue a um estágio avançado, deixando as taxas de sobrevivência que variam de cinco anos após a descoberta da condição, para apenas 15% a 25% dos casos.

Câncer de esôfago

Além do câncer de garganta, é possível que o paciente também desenvolva a doença no esôfago - que liga a faringe ao estômago - que tem como uma das causas o tumor na garganta .

"Nosso estudo indica que aprender mais sobre o papel da microbiota oral pode potencialmente levar a estratégias para prevenir o câncer de garganta e de esôfago ou, pelo menos, identificá-los em estágios iniciais”, afirmou o autor principal do estudo, o professor Jiyoung Ahn

"O câncer de esôfago é um câncer altamente fatal, e há uma necessidade urgente de novas vias de prevenção, estratificação de risco e detecção precoce".

O professor Ahn acrescentou que os resultados confirmam a necessidade de uma boa saúde bucal para proteger contra a doença periodontal e outras complicações de saúde. Outras pesquisas feitas anteriormente já haviam ligado a doença periodontal, causada por certas bactérias orais, a vários tipos de câncer, incluindo os da boca, cabeça e pescoço.

 

Afiliada