Siga-nos

Policial

Acusado do caso Décio Sá, Junior Bolinha é preso por extorsão

Publicado

em

Junior Bolinha e advogado

A Superintendência Estadual de Investigações Criminais (SEIC) cumpriu, na manhã desta quarta-feira (11), um mandado de prisão preventiva contra José Raimundo Sales Chaves Júnior, o Junior Bolinha, por extorsão e ameaça.

Segundo investigações da polícia, Junior Bolinha agora preso pelo crime de extorsão e agiotagem, emprestou cerca de R$ 100 mil a um empresário do município de Olho D’Água das Cunhas. Ele estaria ameaçando o empresário para que devolvesse o restante do dinheiro, já que havia pagado somente uma parte.

A prisão foi efetuada em sua residência no bairro do Araçagi. Júnior Bolinha foi preso preventivamente em 2012, acusado de ser um dos mandantes do assassinato do jornalista Décio Sá.

Caso Décio Sá

Lembrando que em dezembro do ano passado por meio de decisão da 2ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA), mandou soltar José Raimundo Sales Chaves Júnior, o Júnior Bolinha.

O relator do caso foi o desembargador Jose Luiz de Almeida, que foi acompanhado em seu voto pelos desembargadores José Bernardo Rodrigues e Guerreiro Júnior. Em sua decisão, José Luís Almeida determinou a soltura por excesso de prazo, sem que houvesse julgamento. Gláucio Alencar, outro acusado de mandar assassinar Décio Sá, foi liberado na semana passada.

Confira o momento que o preso chegava a sede da Seic:

Continue lendo
Deixe seu comentário