terça-feira, 28 de junho de 2022

G10 Editora

Alunos da UFMA fazem abaixo-assinado para exonerar professor acusado de assédio

Professor acusado de assédio sexual. Foto: Reprodução/Facebook

Alunos do curso de psicologia da Universidade Federal do Maranhão (UFMA) criaram um abaixo-assinado pedindo a exoneração do professor Jadir Machado Lessa. A iniciativa ocorreu após a grande repercussão do relato de uma estudante sobre o assédio sexual que teria sofrido do docente durante três meses.

Na descrição do abaixo-assinado, se ressalta a preocupação dos alunos quanto à volta do professor às suas atividades, com previsão de acontecer ao fim dos 180 dias de afastamento, conforme portaria assinada pelo reitor, Natalino Salgado. Os alunos também cobram posicionamento da universidade, do departamento do curso e do Conselho Regional de Psicologia do Maranhão (CRP/MA).

“Até o momento, nem a Universidade e nem o Departamento do Curso de Psicologia se manifestaram sobre o caso, e após divulgação de matéria jornalística denunciando o caso, é de se esperar que não só esses órgãos, mas também o Conselho Regional de Psicologia do Maranhão, emitam notas e demonstrem em ações que o crime cometido não pode e não deve ser impune“, diz o texto.

O site já conta com 1832 assinaturas e pode ser acessado a partir deste link.

Entenda o caso

Na última quinta-feira (7), o Portal Guará revelou uma relato feito por duas das vítimas do suposto assédio sexual cometido pelo professor Jadir Lessa, do Departamento de Psicologia da UFMA. Em uma sala da universidade, ele teria desafiado uma estudante a mostrar e tocar em seu corpo, sob a justificativa de ser aprovada na monitoria.

– Publicidade –

Outros destaques