sábado, 13 de julho de 2024

Assista! Pai e filho são contratados para matar mulher que não queria voltar com o ex-marido

A Polícia Civil do Maranhão, através da Delegacia Especial da Mulher de Barra Corda, conseguiu, cumprir os mandados de prisão preventiva contra dois homens, de 20 e 44 anos, que são pai e filho, investigados por serem os executores do crime que vitimou Raquel Gomes, de 33 anos.  O crime ocorreu no dia 16 de junho, na zona rural de Barra do Corda.

Em ação integrada, a Polícia Civil, com o apoio da Polícia Militar, conseguiu localizar e prender os dois executores do feminicídio. Há menos de uma semana, o Sistema de Segurança prendeu o ex-marido de Raquel Gomes na cidade de São Roberto. Ele é suspeito de planejar o crime.

“É mais uma resposta rápida do sistema de segurança pública do Maranhão, por meio das policiais Civil e Militar, que têm atuado firmemente para prevenir e combater a violência no estado, a exemplo dos crimes cometidos contra mulheres”, destacou o delegado-geral de Polícia Civil, Jair Paiva.

Os dois executores foram presos na cidade de Barra do Corda e, em seguidos, apresentados na sede da Delegacia Especial da Mulher para serem submetidos aos procedimentos legais. A polícia ainda constatou que o preso, de 44 anos, já possui passagem criminal por homicídio.

A titular da Delegacia da Mulher de Barra do Corda, Ana Marisa Barbat, informou que os presos, pai e filho, foram contratados pelo ex-companheiro da vítima para executar o crime. As investigações concluíram que Raquel Gomes foi morta por se negar a reatar o relacionamento.

Ainda conforme a delegada, em depoimento, os homens, que são pistoleiros, confessaram que executaram o crime em troca de receber uma motocicleta além de R$ 1 mil reais. A dupla relatou ainda que, no dia do crime, chegaram de motocicleta na residência da vítima, onde efetuaram o tiro na cabeça de Raquel Gomes, na frente dos dois filhos da vítima, de 06 e 15 anos.

Codó

Na manhã de sábado (24), ação integrada das Policiais Militar e Civil resultou também na prisão em flagrante, logo após o crime, do autor de feminicídio no município de Codó. A vítima, Roseana Sousa da Silva, de 64 anos, teria sido morta em casa, no povoado São Joaquim, por golpes de faca.

Levado para a Delegacia Regional de Codó, o autor do crime, que é sobrinho da vítima, permaneceu em silêncio durante o interrogatório. De acordo com o delegado Benedito Pessoa de Castro Júnior, Titular do 1o Distrito Policial de Codó, ele foi autuado por crime de feminicídio e o procedimento foi encaminhado à Delegacia da Mulher de Codó.

A Polícia Civil já representou pela decretação de prisão preventiva ou temporária

– Publicidade –

Outros destaques