quarta-feira, 24 de julho de 2024

Atividade da construção cresce 5,3 pontos no Maranhão em maio

Worker is controlling a process of rail cutting at busy metal factory.

A Sondagem da Construção do Maranhão, pesquisa elaborada mensalmente pela Federação das Indústrias do Maranhão (FIEMA) em parceria com a Confederação Nacional da Indústria (CNI), apontou que o nível de atividade no setor da construção civil aumentou 5,3 pontos em maio. O indicador alcançou a marca de 53,1 pontos, entrando na zona de otimismo.

De acordo com o estudo, o resultado é o maior registrado desde novembro de 2022, quando o indicador atingiu 71,8 pontos, e sugere uma possível retomada do setor após o período sazonal de chuvas no primeiro semestre deste ano.

O componente referente ao número de empregados atingiu 57 pontos, com uma variação positiva de 9,8 pontos de abril para maio. Tal como o nível de atividade, o item registrou o melhor desempenho dos últimos 18 meses, destacando um aumento na contratação de profissionais e, consequentemente, um maior potencial para responder às novas demandas do estado.

A capacidade operacional situou-se nos 73 pontos, com uma variação mensal positiva de 3 pontos. Este indicador apenas obteve uma pontuação superior em julho de 2023, quando atingiu os 80 pontos. O dado indica que ainda existe margem para aumentar a produção com a atual capacidade instalada do setor.

EXPECTATIVAS

Para os próximos seis meses, a compra de insumos e matérias-primas continua a crescer pelo segundo mês consecutivo, com um aumento de 0,7 pontos, atingindo os 59,4 pontos. No entanto, os componentes Novos Empreendimentos e Serviços e Número de Empregados registraram uma ligeira queda de 2,7 pontos e 3,9 pontos, respectivamente. Apesar destas quedas, ambos os indicadores permanecem na zona de otimismo com 58,2 pontos e 54,3 pontos, respectivamente.

– Publicidade –

Outros destaques