sábado, 19 setembro, 2020
Início Maranhão Cidades Aumento de 4,38% no gás de cozinha está valendo

Aumento de 4,38% no gás de cozinha está valendo

Já está valendo o aumento anunciado a Petrobras de 4,38% o preço do gás liquefeito do petróleo (GLP) nas refinarias. O reajuste será aplicado para o botijão de 13 quilos de gás tanto para uso residencial, quanto para industrial e comercial.

No caso do botijão P-13, os reajustes são trimestrais e de acordo com o valor do dólar dos últimos 12 meses. O preço do gás residencial, nas refinarias, na prática, teve um aumento de R$ 0,97 centavos por unidade.

Já o gás industrial e comercial é reajustado sem uma periodicidade fixa – a última foi no dia 16 de maio. A Petrobras, contudo, não informa o preço do combustível nas refinarias.

Aumento do gás no Ano

Apesar do aumento, a Petrobras afirma que o preço do gás acumula uma queda de 5,2% no ano, em relação a dezembro nas refinarias. A estatal destaca que a desvalorização do real frente ao dólar, de 16% entre março e junho, e as elevações de 22,9% nas cotações internacionais do gás no mesmo período poderiam levar a um reajuste superior aos 4,4%já divulgados.

A metodologia de compensação adotada pela companhia para redução da volatilidade dos preços, porém, permitiu um reajuste menor.

“Esse impacto foi diluído pela combinação entre o período de nove meses usado como base para o cálculo do preço, conforme definido na metodologia anunciada em janeiro, além do mecanismo de compensação que permitirá que eventuais diferenças entre os preços praticados ao longo do ano e o preço internacional sejam ajustadas ao longo do ano seguinte, conciliando a redução da volatilidade dos preços com os resultados da Petrobras”, disse a petroleira, em nota à imprensa.

A estatal defendeu, ainda, que o mecanismo de compensação vem permitindo à companhia reduzir a volatilidade dos preços e preservar, ao mesmo tempo, a sua saúde financeira.

- Publicidade -
Categorias relacionadas:
- Publicidade -

Mais recentes

Concessionária pode multar se ficar comprovada alteração no medidor de energia

Uma empresa concessionária de energia elétrica pode multar o consumidor se comprovada alguma adulteração no medidor de energia. Foi assim que entendeu o Judiciário...
- Publicidade -