segunda-feira, 27 de junho de 2022

G10 Editora

Bolsonaro veta Lei Paulo Gustavo, que injetaria mais de 3,8 bilhões no setor cultural do país

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O presidente Jair Bolsonaro derruba mais uma tentativa de promover a cultura no país, vetando a chamada Lei Paulo Gustavo. O veto foi dado na noite da terça feira (05) e impede que seja executado um projeto que iria destinar R$ 3,86 bilhões de verbas federais para a produção cultural do país.

Na construção do projeto de Lei, estados e municípios seriam os destinatários dos valores, gerando capacidade de reconstruir o sistema cultural, um dos mais afetados pela pandemia da covid-19.

O motivo de rejeição do projeto, de acordo com Bolsonaro, seria por não se atrelar ao interesse público. O Fundo Nacional de Cultura foi previsto como uma das fontes para custeamento do projeto.

O projeto é de autoria do senador Paulo Rocha, do PT da Bahia. Paulo Gustavo foi um ator/humorista brasileiro, morto ano passado, vítima de covid-19. A publicação do veto está no Diário Oficial desta quarta feira (06). A Câmara dos deputados pode derrubar o veto.

– Publicidade –

Outros destaques