quarta-feira, 1 de fevereiro de 2023

Brasil atropela a Coreia do Sul e avança para as quartas de final na Copa do Mundo

Com Neymar de volta ao time titular, o sonho do hexa para a Seleção Brasileira segue vivo. Com gols de Vini Jr, Neymar, Richarlison e Paquetá, o Brasil venceu a Coréia do Sul por 4 a 1 e se classificou para as quartas de finais da Copa do Mundo. O gol de honra coreano foi de Seung-Ho.

Diferente das primeiras partidas, a seleção encontrou muitos espaços no campo de ataque e conseguiu construir a vitória ainda no primeiro tempo.

O jogo também ficou marcado pela quantidade de alterações feitas por Tite. Ao mesmo tempo que Neymar voltou após duas partidas, Danilo jogou improvisado na lateral-esquerda devido lesão de Alex Sandro e Alex Telles. Militão também precisou ser improvisado na lateral-direita.

O Brasil volta a campo na próxima sexta-feira, dia 9 de dezembro, às 12h e enfrentará a Croácia, que venceu o Japão nos pênaltis.

Passeio brasileiro no primeiro tempo

Ao contrário de todos os jogos da primeira fase, o Brasil começou o jogo com um ritmo muito forte e fazendo pressão desde o início. O placar foi aberto na primeira chance clara, aos sete minutos, quando Raphinha fez bela jogada individual e cruzou para Vini Jr, que livre, marcar o gol.

Esse foi o primeiro gol do Brasil na primeira etapa de um jogo da Copa do Mundo de 2022. Todos os outros três gols foram feitos no segundo tempo.

O ritmo brasileiro continuou forte e a ideia de Tite era definir a partida o mais rápido possível. Três minutos depois, Richarlison se antecipou ao zagueiro e sofreu pênalti. Neymar cobrou com muita categoria e ampliou o placar.

Com a desvantagem no placar, a Coreia precisou se arriscar. Perdido por dois, perdido por mil. Aos 16 minutos, Hee-Chan acertou um belo chute e Alisson fez uma ponte para defender. Foi a primeira defesa difícil dele na competição.

Na medida que Coréia subiu as linhas para tentar descontar o placar, os espaços aumentaram para o ataque brasileiro. Richarlison recebeu na entrada da área, fez embaixadinha de cabeça, tabelou com Thiago Silva e saiu na cara do gol. Brasil abriu 3 a 0 em menos de 30 minutos de jogo.

Quanto mais gols saíam, mais desorganizado a Coréia ficava. Brasil armou contra ataque com muito espaço, Neymar passou para Vini Jr, que levantou a bola na área, e Paquetá chapou de primeira para ampliar o placar.

Segundo tempo de administração do placar

A primeira chance da segunda etapa foi da Coreia. Son recebeu de frente para Alisson, mas o brasileiro cresceu pra cima dele e fez boa defesa.

Mas o Brasil não deixou os coreanos crescerem no jogo. Rapidamente, o time recuperou o controle do meio campo e voltou a encontrar espaços no ataque. Aos oito minutos, Raphinha quase deixou o dele, mas parou em Kim.

Como único atacante que ainda não tinha marcado, Raphinha era quem mais recebia na área. Aos 16 minutos, fez finta pra cima do zagueiro e chutou forte de direita. Mais uma vez, o goleirão coreano evitou o quinto gol.

Com o passar do tempo, o Brasil foi diminuindo o ritmo da partida e administrando o placar. A Coreia, as vezes, conseguiam encaixar um ataque e fazer Alisson trabalhar. Hwang ficou com a sobra de um cruzamento e acertou chute forte. O goleiro brasileiro fez mais uma boa defesa.

De tanto tentar, a Coreia conseguiu o gol de honra. Após cobrança de falta, Casemiro afastou e a bola caiu no pé de Seung-Ho, que acertou um belo chute, sem chance para Alisson.

– Publicidade –

Outros destaques