sexta-feira, 22 janeiro, 2021
Início Capa Brasil tem 679 novas mortes e 15.654 novos casos, diz Conass

Brasil tem 679 novas mortes e 15.654 novos casos, diz Conass

A atualização o Conselho Nacional de Secretarias Estaduais de Saúde (Conass) divulgada na noite desta segunda-feira (8) apontou 679 novas mortes e 15.564 novos casos de covid-19 nas últimas 24h. Com esses acréscimos às estatísticas, o país chegou a 37.134 falecimentos em função da pandemia do novo coronavírus e 707.412 pessoas infectadas, segundo o conselho. No site, o local com o número de pacientes recuperados ainda aparece “em construção”.

Os estados com maior número de óbitos são São Paulo (9.188), Rio de Janeiro (6.781), Ceará (4.120), Pará (3.772) e Pernambuco (3.350). Ainda figuram entres os com altos índices de vítimas fatais em função da pandemia Amazonas (2.271), Maranhão (1.247), Bahia (901), Espírito Santo (871), Alagoas (601) e Minas Gerais (380).

O balanço do conselho (batizado de Painel Conass) foi criado no fim de semana após o Ministério da Saúde mudar sua dinâmica de divulgação dos dados sobre a pandemia. Até a semana passada, a pasta consolidava os dados das secretarias estaduais no início da noite. A pasta passou a divulgar o balanço cada vez mais tarde (por volta de 22h) e parou de informar o total de casos. As mudanças foram objeto de questionamento do Ministério Público Federal.

Ministério da Saúde

A nova plataforma do Ministério da Saúde sobre covid-19 no Brasil apresentou dados iguais aos apresentados pelo Conselho Nacional de Secretarias Estaduais de Saúde (Conass).

“Atualmente, são divulgados os resultados laboratoriais notificados diariamente, independente do dia do falecimento do paciente. Há casos de resultados laboratoriais de mortes registradas há semanas, mas que contam para a contabilidade do dia. Com o aumento dos testes e da capacitação de laboratórios e de profissionais, a rede pública vem aumentando sua capacidade de diagnóstico. Ou seja, os usuários da nova plataforma conseguirão visualizar quantas mortes foram notificadas no dia e a que data se refere cada óbito”, destaca nota do ministério.

A pasta ressaltou ainda que as informações são públicas e repassadas pelas secretarias estaduais de Saúde. O ministério consolida as informações.

O secretário executivo do Ministério da Saúde, Élcio Franco, anunciou durante entrevista coletiva, que os estados deverão repassar os dados diariamente até as 16h e que, se não informarem até esse horário, os dados serão contabilizados no boletim do dia seguinte. O Ministério da Saúde se comprometeu a atualizar e divulgar diariamente todas as informações sobre covid-19 na nova plataforma às 18h30.

- Publicidade -
Categorias relacionadas:
- Publicidade -

Mais recentes

- Publicidade -