Busca por garoto que se afogou na Praia do Araçagi continua


O Corpo de Bombeiros volta a trabalhar em busca de garoto que ainda está desparecido desde a manhã no último domingo (12), quando estava no mar da praia do Araçagi com o seu irmão. Os dois garotos foram levados pela correnteza e durante a busca somente o corpo do adolescente Mauro Gabriel da Silva Pires foi encontrado.  O que era pra ser uma comemoração do Dias dos Pais na praia, virou uma tragédia.

Os meninos Mauro Gabriel da Silva Pires e Felipe da Silva Pires estavam acompanhados dos pais, uma tia e três primos. Eles chegaram pela manhã e todos brincaram juntos até antes do horário do almoço, onde logo após acorreu a tragédia.

O adolescente Mauro Gabriel foi achado ainda pela tarde na região da Praia do Meio, e velado manhã desta segunda-feira (13) na casa da família. Um amigo do bairro onde os meninos moravam, disse que a comunidade está em choque, pois os meninos eram muito queridos.

A tia dos garotos relatou o acontecido com a nossa equipe de reportagem. Os garotos estavam animados com o passeio, e fazia dias que eles pediam para ir à praia. Ela conta que percebeu algo estranho e pediu para eles voltarem. O Gabriel começou a se afogar e o Felipe tentou salvar o irmão, mas acabou se afogando também. “Naquele momento não tinha salva-vidas, não tinha Corpo de Bombeiros, não tinha nada. Começamos a gritar e pedir socorro, uma menina que se ofereceu a ajudar a salvar ainda encostou no Felipe, mas não teve jeito. Não tinha um homem para salvar os meus sobrinhos e eu não pude fazer nada”, falou Emanuelle Pires.

O Corpo de Bombeiros vai fazer varreduras pela orla e buscas com o uso de embarcações, mas a busca pelo desaparecido pode ser dificultada pela altura da maré de hoje que é de 6,3. Três equipes do BBMAR realizaram buscas com moto aquática nas praias do Araçagy, Calhau e São Marcos. Após a maré baixar eles também iriam iniciar um trabalho de mergulho em uma região de pedras próximo ao local do acidente.

Existe um risco para os banhistas quando a maré está um pouco mais agitada. “Principalmente neste período onde temos os ventos mais fortes e a maré se agita um pouco mais, temos as correntes de retorno, que é o volume de água que vem para a costa  e retorna  para o mar, então é neste momento que os banhistas tem que tomar cuidado e não se afastar da costa”, explica o Capitão Sousa da BBMAR.

Ele diz ainda que provavelmente os meninos não conheciam a praia, acabaram sendo levados aos poucos para o fundo e quando se deram conta já não estavam mais perto.