Artesãos reclamam da possibilidade de mudança da Feirinha São Luís


Foto: Divulgação / Prefeitura São Luís

A Praça Benedito Leite já é cenário conhecido nos domingos pela manhã. A Feirinha São Luís, inaugurada no dia 11 de junho de 2017, surgiu para como uma opção de lazer para a família ludovicense e para turistas que visitam o Centro Histórico. Em pouco tempo visitar essa diversidade de produtos e serviços entrou na rotina de centenas de pessoas. Mas na semana passada a Câmara de Vereadores aprovou um requerimento sugerindo a mudança de lugar da “Feirinha de São Luís”.

O local sugerido pelo vereador Estevão Aragão para receber a Feirinha São Luís é a praça Nauro Machado, ao lado do Teatro João do Vale. A praça no Centro do Reviver possui lojas de artesanato e aos finais de semana, principalmente à noite, costuma receber grande fluxo de visitantes.

O requerimento com a mudança de espaço foi segundo o vereador em caráter de sugestão, mas quem visita o local e trabalha lá pensa diferente. Vinolia Andrade, artesã e expositora na feirinha desde outubro do ano passado, é uma das que não concorda com a mudança.

“Eu não concordo. Acho que tem que ser aqui. Essa era uma feira que São Luís não tinha e que tem em todos os estados do Nordeste, você vai em Belém, em Fortaleza…Então ela deu certo e tem que ficar aqui”

A feirinha também incentiva a comercialização de produtos e subprodutos da agricultura familiar, como: frutas, verduras, doces, compotas e comidas produzidas na zona rural da capital. Segundo o comitê gestor da Feirinha, a exposição e comercialização de artesanato, artes plásticas e literárias, gastronomia e apresentações culturais locais, continuará na Praça Benedito Leite.

“Eu fiz uma visita ao vereador  [Estevão Aragão] para explicar a impossibilidade da mudança, em detrimento que nós temos aqui uma série de permissionários que faz a gestão dessa feira” explicou Ivaldo Rodrigues, Secretário Municipal de Relações Parlamentares.

*

Veja a matéria do Jornal da Guará