Campanha do Dia Mundial da Diabetes mobiliza sociedade brasileira


Hoje 14 de novembro, Dia Mundial do Diabetes, profissionais da saúde e instituições governamentais e não governamentais reforçam a importância da divulgação da campanha de conscientização, prevenção e educação nos cuidados de pacientes com Diabetes. A data foi criada em 1991, por meio da Internation Diabetes Federation (IDF) em parceria com a Organização Mundial da Saúde (OMS). É o dia que corresponde à origem dos estudos da insulina, idealizados pelo Frederick Banting em 1921.

Atualmente, Segundo a Pesquisa Nacional de Saúde, realizada pelo Ministério da Saúde, a Diabetes já atinge cerca de 415 milhões de pessoas em todo mundo, e no Brasil aproximadamente 6,2% da população adulta sofre com a doença. Desta forma, é a mais comum das doenças consideradas não transmissíveis com alto índice de prevalência e incidência crescente.

Existem dois os tipos de diabetes: Um e dois. A tipo 1, é uma doença autoimune. Os primeiros sinais aparecem geralmente na infância e adolescência, porém pode ser diagnosticada em adultos também. Esse tipo é tratado com reposição de insulina, medicamentos, planejamento alimentar e atividades físicas.

Por sua vez, a principal característica do tipo 2, ocorre quando o organismo não consegue usar a insulina que produz, ou não produz insulina suficiente para controlar a taxa de açúcar no sangue. Esse tipo é principalmente causado pela obesidade.

Foto: reprodução google

Para esse ano, a Sociedade Brasileira de Diabetes retorna a campanha Novembro Diabetes Azul, com objetivo de disseminar ferramentas para apoiar as iniciativas nacionais e locais para a prevenção e controle do diabetes e suas complicações. Além de promover ações para reduzir os principais fatores de risco para diabetes.