Siga-nos

Política

Candidatos ao Governo e ao Senado recebem mais de R$ 23,8 milhões

Publicado

em

O primeiro prazo para prestação de contas dos candidatos encerrou-se nesta quinta-feira (13) e com isso, os números das receitas e despesas referentes aos primeiros dias da campanha eleitoral foram disponibilizados no sistema do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Para o Governo do Maranhão, a candidata do MDB, Roseana Sarney, foi a que contou com uma maior quantia de recursos recebidos com um total de R$ 8.095.000,00 sendo a maior parte deste valor (R$ 8 milhões) vindo do próprio partido.

O governador e candidato à reeleição, Flávio Dino (PCdoB) vem em segundo com R$ 5.602.400,00, sendo R$ 5 milhões do PCdoB e R$ 500 mil do PRB. O restante foi disponibilizado em forma de doações pessoais.

O senador Roberto Rocha (PSDB) recebeu R$ 1 milhão de seu partido. Maura Jorge (PSL) totalizou R$ 149.000,00 enquanto Ramón Zapata tem R$ 4.500,00 disponíveis. O candidato do PSOL, Odívio Neto, não prestou quaisquer contas até o fim do prazo legal.

Senador

Para o senado, Edison Lobão (MDB) é o campeão de recursos com R$ 3.001.000,00 sendo a R4 2 milhões vindo de seu partido e os R$ 1 mil sendo uma doação de seu primeiro suplente, Edison Lobão Filho.

Sarney Filho (PV) recebeu R$ 1.867.872,10 e ficou em segundo lugar no ranking das receitas. Eliziane Gama (PPS) vem em terceiro com R$ 1.168.728,11 seguida de Weverton Rocha (PDT) com R$ 1.075.500,00 e Zé Reinaldo (PSDB) com R$ 1.005.000,00.

Alexandre Almeida (PSDB) recebeu R$ 842.630,00 e Iêgo Brunno (PCB) recebeu R$ 10.320,00. Os candidatos Preta Lu (PSTU), Saulo Arcangeli (PSTU), Samoel de Itapecuru (PSL) e Saulo Pinto (PSOL) não divulgaram nenhuma prestação de conta.

Vale ressaltar que o limite de gastos para a campanha ao Senado Federal é de R$ 3,5 milhões enquanto que para o Governo do Estado o valor sobe para R$ 9 milhões.