terça-feira, 31 de janeiro de 2023

Chris Weidman sobre Vítor Belfort: “é trapaceiro há muito tempo”

O que mais chamou a atenção nesta tarde em Las Vegas na pesagem dos lutadores que vão se enfrentar, neste sábado, pelo UFC 187 foi a pose de Chris Weidman. O norte-americano, sempre ponderado, foi arrogando em suas declarações ao se referir ao seu desafiante ao título do cinturão do peso médio, o brasileiro Vitor Belfort. A decisão do título vai acontecer neste sábado, em Las Vegas, perto das 23 horas (de Brasília), e vai ter transmissão exclusiva do canal fechado Combate.

 

Veja como foi a pesagem de Belfort e Weidman.

 

“Eu sou o campeão, tenho 10 anos a menos (28 a 38 anos) do que ele que está roubando faz tempo” – declarou o “matador” de brasileiros, afinal de contas tirou o título de uma lenda, Anderson Silva, com duas vitórias (uma na revanche) e depois ganhou por pontos de Lyoto Machida.

 

O americano chamou Belfort de “trapaceiro” porque ele fez, por muito tempo, reposição hormonal com testosterona: o TRT (Tratamento de Reposição de Testosterona).

 

Os dois bateram o peso (83,9 kg), mas quando foram se encarar começaram a trocar ofensas. Mas Vitor Belfort entrou para a pesagem tranqüilo e, ao contrário do campeão, foi ponderado em suas declarações.

“Estou vivendo um sonho e pronto para vencer”.

 

MITO DO ESPORTE

O carioca é uma lenda nas lutas marciais e no próprio UFC. Estreou no UFC 12 e agora aparece no UFC 187 na condição de ser o primeiro lutador da história a conquistar o cinturão em três categorias diferentes. Aos 19 anos, em 1997, levantou o título dos meio-pesados, depois levantou o cinturão dos pesados e agora pode ser campeão por outra categoria: meio-médio. Depois de ser campeão em duas categorias, Vitor Belfort perdeu o título em 2004 para uma lenda do esporte: o americano Randy Couture.

 

Após o desaparecimento da irmã, no Rio de Janeiro, Vitor Belfort perdeu o rumo de sua vida. Empreendeu uma busca incessante para achar a irmã e só desistiu quando aceitou a Jesus. É evangélico praticamente e levou até seu pastor para Las Vegas, ao lado de toda a família. Na pesagem tinha no seu short várias inscrições com a palavra Jesus.

 

Vitor chegou bem perto do peso na véspera da luta. Pesou um quilo e meio a mais pela manhã, o que tirou facilmente durante o dia, fazendo um pouco de banheiro. Isso evitou um maior desgaste. O limite da categoria é 83,9 Kg. Seus auxiliares, porém, já estavam com bananas nas mãos para lhe dar logo após a pesagem para em seguida se alimentar bem, principalmente com carboidratos – como massas.

 

UM FENÔMENO

Na fase inicial de sua carreira, Vitor Belfort venceu 24 vezes, sendo 17 por nocaute. Voltou ao UFC só em 2009. Desde então foram oito lutas, com seis vitórias. Uma de suas derrotas aconteceu em 2011, quando tentou tirar o cinturão de Anderson Silva. Perdeu no primeiro round, quando abriu a guarda e levou um chute do “Homem Aranha”.

 

Nas suas últimas três lutas ele derrubou seus adversários no primeiro round. Mas ele não luta desde 2013, quando esperou Chris Weidman e a luta foi adiada três vezes. Belfort é um nocauteador por natureza. Apesar do favoritismo do campeão, os especialistas acreditam que as maiores chances de vitória do brasileiro estão nos dois primeiros rounds.

 

CHRIS WEIDMAN INVICTO

De outro lado, o americano está invicto em 12 lutas. Ganhou oito por nocaute. Roubou o cinturão do Aranha Negra, Anderson Silva, atualmente suspenso por doping. Depois deu a revanche a Anderson Silva, que sofreu uma fratura grave na perna esquerda. em seguida, o americano defendeu seu cinturão contra outro brasileiro, o paraense Lyoto Machida, vencendo por pontos.

Com 28 anos, Weidman diz que seu primeiro objetivo era superar Anderson Silva. Agora ele tem outro objetivo:

“Quero me tornar o maior campeão da categoria e me aposentar invicto”.

 

– Publicidade –

Outros destaques