sábado, 4 de fevereiro de 2023

Cidade de São Luís tem tarifa aérea mais baixa entre as capitais do Nordeste

Foto: Reprodução

Viajar para o Maranhão virou um bom negócio, ainda mais quando se trata de custo benefício e lazer. Foi o que apontou pesquisa do Observatório do Maranhão, que colocou São Luís com a tarifa aérea mais barata entre as capitais do Nordeste e também de hospedagem em hotéis.

No levantamento, foram analisadas como ponto de partida as principais capitais do centro do país. São Luís tem o destino mais barato a partir de Minas Gerais (R$ 2.542,17) e Distrito Federal (R$ 2.184,21); a segunda tarifa mais barata quando a saída é do Rio de Janeiro (R$ 2.721,58) e a quarta quando o voo parte de São Paulo (R$ 3.899,62). “Neste ano, o Maranhão teve um grande crescimento no número de desembarques no estado, superior ao período pré-pandêmico. Também diminuímos impostos que influenciaram no aumento da nossa malha aérea e temos agora novas linhas internacionais. Quanto mais passageiros, mais baratas as passagens”, comemorou o secretário de Turismo, Paulo Matos.

A pesquisa de preço das passagens aéreas foi realizada entre os dias 28 de novembro e 2 de dezembro, com o foco no período de réveillon. A média de preços aéreos condiz com os valores encontrados nos sites oficiais das companhias aéreas. A média de preços pesquisada corresponde a passagens de ida e volta.

Outro dado que chama atenção e explica a busca pelo Maranhão como destino turístico é a tarifa hoteleira, comparada com as capitais nordestinas. Tendo como base o período de réveillon, na categoria Hotel de Luxo, São Luís tem a segunda tarifa mais barata, no valor de R$ 398. Uma diminuição de 50% na comparação com o réveillon do ano passado (R$ R$ 799). Na categoria superior, é a terceira tarifa mais barata (R$ 328) e na econômica ocupa a sexta colocação (R$ 248).

A pesquisa dos preços dos hotéis também foi realizada nas mesmas datas e foi baseada nos valores cotados para uma diária, sem inclusão de taxas ou impostos, no site TripAdvisor. “A gente faz análise dos principais estados que enviam turistas pra cá, e depois analisamos se está saindo em conta ter o Maranhão como destino turístico. O resultado do levantamento responde a essa pergunta”, analisou a coordenadora do Observatório do Turismo, Letícia Cynara.

Este foi o décimo nono levantamento divulgado pelo Observatório em 2022.

– Publicidade –

Outros destaques