sexta-feira, 19 de julho de 2024

Circuito de Surf agita o final de semana em SL

O efeito Gabriel Medina aumentou os olhares da mídia e dos investidores para o surf. Mas quem curte o esporte, tem água salgada no DNA, já ‘rema’ nessa onda, batalhando para que o surf tenha mais divulgação no país do futebol. Em São Luís, a Associação de Surf e Bodyboarder do Olho d’Água – ASBOA – é um exemplo dessa dedicação ao esporte. Para fechar 2014, que marca os 10 anos dessa turma, a ASBOA realiza neste final de semana, a última etapa do Circuito ASBOA de Surf, na Praia do Olho d’Água.

 

A programação é para toda a família, com bandas maranhenses, pista de skate e outros esportes radicais. A Associação também vai arrecadar brinquedos para doação.  

 

Com previsão de maré em dois horários, as disputas começam a partir das 7h, final da vazante e retornam pela tarde, a partir das 13h (enchente). São sete categorias: Grommet (infantil), Iniciante, Júnior, Master, Gran Master, Feminino e Open. Além das disputas no mar, o público vai poder curtir um pôr do sol ao som das bandas maranhenses: Katamarã; Farol Vermelho; JP e Melopeia Trio; Comportamento Estranho e Scroll, e ainda tem os Djs: Julho Surf; Amsterdã; Spide Man; Leo da Orquestra Invisível; Mario Magrelo; Girleno; Márcio Kabeça e Vj Mecketref.

 

Ao longo do ano, a Associação realizou três eventos nas praias do Olho d’Água e Calhau, uma parceria na tradicional competição de Travosa, no município de Santo Amaro, e uma etapa de bodyboard, também no Olho d’Água.  

 

Surf, skate e música

 

Ingredientes que sempre estiveram presentes nas competições. “Quando decidimos comemorar os 10 anos da ASBOA, pensamos em um circuito de surf com programação para a família. E tem sido um sucesso aliar esporte com as bandas maranhenses e outros esportes radicais. Os pais podem trazer o filho pra andar de skate, aprender a surfar, e ainda curtir a praia com uma boa música. Com muita dificuldade conseguimos realizar este sonho. Agradeço aos nossos parceiros”, destaca Beto Costa, um dos diretores da ASBOA.

 

Para o presidente da ASBOA, Rogério Verde,2014 foi o ano de plantar uma semente para resgatar o surf maranhense. “Mostramos que o Maranhão tem surf de qualidade, com bons atletas e toda uma comunidade que tem paixão pelo esporte. Foi um grande desafio realizar esse circuito. Agradeço a todos que acreditaram no projeto. Em 2015, queremos colher outros bons frutos dessa iniciativa. Para isso precisamos de mais apoio. Fica meu apelo à iniciativa pública e privada para incentivarem o esporte na cidade”, destaca Rogério Verde, presidente da ASBOA.    

 

*Créditos Foto Bigu Santos/ Surfista Eduardo Lobato

 

 

 

 

 

 

 

 

   

– Publicidade –

Outros destaques