quarta-feira, 17 de julho de 2024

Parque Ambiental: 1ª etapa pronta no fim do ano

A Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Naturais (Sema) deve concluir até o final deste ano a primeira etapa do Complexo Ambiental da APA Itapiracó. O investimento é de R$ 26 milhões, recurso oriundo do Fundo Estadual de Unidade e Conservação, arrecadado pela Lei de Compensação Ambiental.

 

O projeto da Área de Proteção Ambiental do Itapiracó, com cerca de 320 hectares, prevê a construção de espaços para atividades esportivas, recreativas e educativas, como as praças da família, da criança e do esporte. Inédito no Brasil, o projeto tem como tripé: inovação, sustentabilidade e localização estratégica, o objetivo é restringir a ocorrência de crimes ambientais e a ocupação irregular da área, com a instalação das sedes administrativas da Sema, da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), Batalhão Florestal, Delegacia Ambiental, além de uma unidade do Instituto Federal do Maranhão (Ifma).

 

De acordo com Marcos Borges, arquiteto e gestor de implantação do projeto, o projeto é de grande importância para a preservação da área. “Esse é um projeto pioneiro que vai proporcionar às pessoas de São Luís uma nova opção de lazer, um local diferenciado para a prática de atividades esportivas e contato com a natureza, além de mais consciência sobre a importância da preservação da flora e fauna. Todo o trabalho que está sendo feito aqui foi planejado para revitalizar a área”, declarou.

 

Mesmo ainda em fase de obras, o Complexo Ambiental da APA Itapiracó já atrai pessoas. A estudante, Raiane Martins falou sobre a expectativa para a finalização do projeto. “Esse projeto é muito bom. É maravilhoso ter um local próximo de casa, com tanta beleza e agora mais acessível com estrutura para trazer a família”, disse.

 

A também estudante Maria de Fátima Sousa aprovou a iniciativa. “O local já é bom para correr, caminhar, cuidar da saúde. Espero que quando terminar a obra mais pessoas tenham a oportunidade de visitar e conhecer essa beleza”, disse.

 

Com uma grande diversidade biológica, o parque ambiental será um espaço diferenciado para a prática de atividades esportivas e uma nova opção de lazer para os ludovicenses, beneficiando principalmente os moradores da região dos bairros do Turu, Cohatrac, e Parque Vitória.

– Publicidade –

Outros destaques