quinta-feira, 28 maio, 2020
Início Manchete "Não há registro de vazamento", garante porta-voz do Ibama; VÍDEO

“Não há registro de vazamento”, garante porta-voz do Ibama; VÍDEO

Durante a manhã desta sexta-feira (28), representantes da Marinha do Brasil e do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) deram entrevista coletiva na Capitania dos Portos do Maranhão sobre a situação da embarcação sul-coreana carregada de minério de ferro que estava naufragando na Baía de São Marcos. Na ocasião, o coordenador geral substituto de Emergências Ambientais do Ibama, Márcio Amorim garantiu à equipe da TV Guará que “não há risco de vazamento”.

“Nós estamos com um equipamento, o avião Poseidon, equipado com equipamentos sensíveis que conseguem detectar qualquer questão de óleo. Podemos confirmar que não há nenhum vazamento de óleo. O que se pode encontrar, no máximo, é uma lavagem de porão, uma sujeira, o que é completamente diferente de vazamento”, garantiu Márcio.

Porém, em nota divulgada pelo Ibama, “a embarcação MV Stellar Banner está encalhada e detectou uma mancha fina de óleo com raio de aproximadamente 830 metros”.

Confira na íntegra:

“Brasília (28/02/2020) – Aeronave equipada com sensores para detecção de óleo sobrevoou na manhã desta sexta-feira (28/02) a área em que a embarcação MV Stellar Banner está encalhada e detectou uma mancha fina de óleo com raio de aproximadamente 830 metros.

O cálculo do volume de óleo residual que saiu do porão da embarcação será realizado nas próximas horas.

De acordo com equipe especializada contratada pela empresa responsável pelo navio, os tanques estão intactos. A casa de máquinas está seca e os motores de geração de energia estão em funcionamento.

Estão programados pelo menos outros dois voos para a tarde de hoje com o objetivo de monitorar a mancha”

Foto: Reprodução

O coordenador geral substituto informou também a quantidade de óleo presente no navio. “Três mil e oitocentas toneladas de óleo é o que tem sido propagado pela empresa para nós”. Márcio Amorim confirmou também a quantidade de minério de ferro que a embarcação carrega: 380 mil toneladas.

“Não há risco de afundar”

O Comandante Alekson Porto, Capitão dos Portos também deu informações à imprensa sobre a situação do navio. O que se sabe é que o navio precisou ser encalhado propositalmente para evitar naufrágio, conforme noticiou o Portal Guará.

“A empresa que esta a cargo do plano de salvatagem está nos dando essas informações para que cheguemos as conclusões. Não há risco de naufrágio porque ali não tem a profundidade para um navio com aquela estrutura. Uma das intenções do comandante foi colocar o navio no banco de navio para segurar essa questão”, pontuou Alekson Porto

Segundo informou a Capitania dos Portos do Maranhão, foram identificadas duas fissuras avante da embarcação, que permitia a entrada de água nos compartimentos de carga. Em decorrência disso, a embarcação precisou ser deslocada para um banco de areia, evitando o naufrágio.

- Publicidade -
Categorias relacionadas:
- Publicidade -

Mais recentes

Duarte defende 4 meses de São João pós-pandemia

Como forma de retomar a economia, a geração de emprego e renda e em respeito à cultura maranhense, o deputado estadual Duarte Jr defende...
- Publicidade -