quarta-feira, 30 de novembro de 2022

Construção deve demitir quatro mil trabalhadores

O Sindicato das Indústrias da Construção Civil do Maranhão (Sinduscon-MA) alerta para a demissão em massa de quatro mil trabalhadores em todo o Maranhão entre o fim deste ano e começo de 2015.  

 

Leia também: 

 

Obras do MCMV seguem sem previsão de entrega

 

A causa para a redução no número de funcionários no setor é o atraso por parte do Governo Federal em realizar os pagamentos das obras às construtoras, responsáveis pelas obras do programa Minha Casa Minha Vida (MCMV). O problema atinge trabalhadores da faixa 1, que compreende aqueles que recebem de um a três salários mínimos.

 

 

 

No maranhão, 25 empresas estão nesta situação. De acordo com o diretor de relações de trabalho do sindicato, as construtoras não têm como pagar a segunda parcela do 13º salário dos contratados e nem os salários dos próximos meses.

 

O pagamento do MCMV é feito por meio da Caixa Econômica Federal (CEF) e do Banco do Brasil (BB), que são as principais operadoras do programa. Os atrasos acontecem desde janeiro deste ano, causando prejuízos às construtoras e aos trabalhadores.

 

Até o momento, o Governo Federal não sinalizou a regularização dos pagamentos. 

 

Assista a reportagem completa: 

– Publicidade –

Outros destaques