domingo, 4 de dezembro de 2022

Cuidado! iPhone superaquece e queima mulher no seio

É comum dormirmos com o smartphone ao lado da cama enquanto ele carrega depois de um longo dia de funcionamento. Mas, para uma jovem mãe, manter o iPhone próximo acabou causando consequências dolorosas. Dionne Baxter caiu no sono deitada em cima de um iPhone 4 e, quando acordou, se deparou com a agonia de uma queimadura de cerca de cinco polegadas em seu seio.

 

Baxter foi levada às pressas para o hospital, onde os médicos tentaram tratar a ferida com uma pomada antibiótica e analgésicos. A mulher, de 24 anos, disse ao Daily Mail que, quando acordou, o telefone estava tão quente que ela mal conseguia tocá-lo. “Eu durmo nua e uma grande marca vermelha estava toda de um lado do mamilo”.

 

A mulher, cuja ferida ficou infeccionada, agora teme não poder amamentar um segundo filho caso tenha um. “É terrível. Imagine se minha filha estivesse ao lado da cama e tivesse queimado o rosto”. A Apple se recusou a comentar o caso.

 

Este não é o primeiro caso de iPhones que superaquecem e ferem seus donos em 2014. Há apenas algumas semanas, Jake Parker, de 18 anos, acordou com uma queimadura dolorosa no braço depois de cochilar sobre seu iPhone 5. 

 

Em fevereiro, uma adolescente de 14 anos ficou com queimaduras de segundo grau após seu iPhone pegar fogo no bolso de trás de sua calça durante uma aula. Ela tinha acabado de chegar na aula de francês quando o dispositivo pegou fogo espontaneamente e queimou sua coxa e suas costas.

 

Não são só os iPhones que andam superaquecendo. Ainda este ano uma adolescente acordou com o cheiro de queimado de seu Samsung Galaxy S4 que havia derretido debaixo de seu travesseiro. No final do último ano, a Samsung deu uma péssima resposta a um usuário que teve seu celular superaquecido.

– Publicidade –

Outros destaques