Curso de Arquitetura cresce no mercado e atrai estudantes

arquitetura

Decidir qual caminho profissional seguir é um desafio para muita gente e, em meio a tantas opções, alguns itens devem ser levados em consideração na hora da escolha, como o mercado de trabalho, habilidades, vocação e, claro, a empatia pelo ofício. Mas o ponto de partida pode estar, também, no conceito que cada carreira oferece.

“Eu me atento bastante com o que a minha futura profissão vai deixar para a sociedade, e esse compromisso está me levando a caminhos que nunca imaginaria”, disse Juliana Cruz, que está no último ano do ensino médio e ainda não definiu qual vestibular pretende prestar, em 2019.

Devido à preocupação com a qualidade de vida e a forma como as pessoas se reorganizam, a procura pelo curso de Arquitetura e Urbanismo está em alta.

O profissional graduado fica pronto para projetar e coordenar construções e reformas de espaços internos e externos e é de fundamental importância para o crescimento, racionalização e humanização das cidades. Atualmente, existem cerca de 96 mil profissionais no Brasil e 250 faculdades que oferecem o curso.

Cidade evoluídas

Pensando nessa expansão e na necessidade desse tipo de profissional, as instituições de ensino superior têm investido cada vez no curso de Arquitetura e Urbanismo. “Este ano resolvemos abrir o curso de Arquitetura para oferecer mais essa opção aos alunos. A Estácio é uma instituição educacional que tem o compromisso com a formação de profissionais cada vez mais capacitados para o mercado de trabalho, além disso, ela entende o seu papel social perante a cidade de São Luís, na busca por uma cidade mais inclusiva, socialmente justa e com a preocupação com o meio ambiente”, explicou Cintia Maria de Aguiar Morais, arquiteta e urbanista.

Estrutura do curso

Na Estácio, o curso de Arquitetura e Urbanismo terá duração de cinco anos e está estruturado em dois pilares. Um deles, o de projetos de arquitetura, inclui as diversas áreas de concepção e elaboração de um projeto, com disciplinas de expressão e criatividade, geometria descritiva, desenho arquitetônico, práticas projetuais, conforto ambiental e interiores. Esse pilar é complementado pelas diversas disciplinas de tecnologia dos materiais e soluções estruturais.

O outro pilar do curso é o Urbanismo, que será desenvolvido nas áreas de conhecimento em planejamento urbano, projetos urbanísticos, sustentabilidade, dentre outras. O curso de Arquitetura tem uma dinâmica específica pautada, principalmente, na prática de soluções projetuais, com embasamento em literatura específica, conhecimento da legislação e normas técnicas da ABNT.

“O mercado de trabalho para o profissional formado em Arquitetura encontra-se em expansão no país, em especial no setor de construção civil. Mesmo com as crises que o Brasil enfrenta e, até mesmo, o mercado exterior, vê-se com muita expectativa uma luz no fim do túnel. Afinal, esse profissional está sempre em processo de renovação e constante evolução. Por isso, a necessidade de formar profissionais capacitados e envolvidos com as questões sociais e ambientais da nossa cidade e região”, ressalta a professora Cintia Morais.