domingo, 2 de outubro de 2022

Dia nacional da cachaça; conheça a história

Dia nacional da cachaça
Dia nacional da cachaça

O dia 13 de setembro foi escolhido em homenagem a data em que a cachaça passou a ser oficialmente liberada para a fabricação e venda no Brasil, em 13 de setembro de 1661. Tendo como base principal a cana-de-açúcar, ela é utilizada principalmente para a confecção da caipirinha, uma bebida típica do país. O Brasil produz aproximadamente 1,2 bilhões de litros de cachaça por ano. Aqui no estado do Maranhão, temos uma bebida típica chamara Tiquira, que é um destilado da mandioca que na palavra tupi significa “líquido que goteja” que será decretada patrimônio do Maranhão no dia 29 de outubro.

A cachaça é a aguardente de cana produzida no país, com teor alcoólico de 38% a 48%, e possui dois tipos. Na hora de ir às compras, quando o consumidor encontra a cachaça sem cor, é porque a bebida pode não ter passado pelo barril de madeira, e é chamada de Clássica, Tradicional ou Prata.

Quando o líquido tem um tom amarelado, é porque a bebida esteve em contato com a madeira. Dessa forma, a cachaça passa a ser do tipo Ouro. O número de produtores da bebida até aumentou 4,14% no país em 2020, quando comparado com 2019.

Em 2019, eram 1.086 produtores; e no ano passado, o número saltou para 1.131. Mas, mesmo assim, o mercado ainda encolheu quase 24% segundo o diretor executivo do Ibrac (Instituto Brasileiro da Cachaça), Carlos Lima. Houve impacto inclusive nas exportações de aproximadamente 35%.

De caipirinha em caipirinha; ou de copinho em copinho, pura mesmo. Assim foi popularizada no mundo.

– Publicidade –

Outros destaques