terça-feira, 4 de outubro de 2022

Encontro de Tática Eleitoral do PT acontece neste fim de semana, mas continua com polêmicas

Segue a situação delicada no interior do Partido dos Trabalhadores do Maranhão. Depois de ter o “Encontro de Tática Eleitoral” adiado do fim de semana passado para este (04 e 05 de junho), alguns filiados reclamam e denunciam falta de transparência no interior do partido.

O mais indignado é o sociólogo Paulo Romão, pré candidato a senador pelo PT. Ele passou a semana reclamando que a Executiva Estadual não divulgava o local do encontro. Ontem o local foi divulgado; será no Hotel Habeville, localizado á Av. Castelo Branco, bairro São Francisco. O encontro ocorre no sábado (04) e no domingo (05).

Um dos motivos oficiais do adiamento do encontro foi um impasse quanto ao à composição de delegados que representa o partido e faria parte da reunião com direito a voto nas estratégias.

Através das redes sociais e comunicados à imprensa, agora Romão reclama da falta de divulgação da lista com os nomes dos delegados. “Impera a total falta de transparência no debate interno do PT. Até o presente momento, a lista de delegados e delegadas não foi divulgada e isso retira a legitimidade do encontro de tática eleitoral”, escreveu o pré candidato ao senado.

Desde que o ex secretário de Educação, Felipe Camarão (PT), foi apresentado como candidato a vice, na chapa de Carlos Brandão (PSB) e o ex governador Flávio Dino (PSB) como candidato ao senado apoiado pelo partido, as discussões internas começaram.

Paulo Romão, filiado histórico do PT, tem lutado para levar seu nome e suas ideias para serem discutidos no encontro do partido. E denuncia que o estatuto do partidário não vem sendo respeitado. “Tenho dito que a federação partidária terá muita dificuldade de homologar tamanhas afrontas ao estatuto do PT”, conclui o sociólogo.

A previsão é que no sábado (04) o encontro comece com os movimentos de praxe, como credenciamento de participantes e finalize com a Leitura e Aprovação do Regimento Interno.

O domingo (05) começa com a “Apresentação das Teses e Candidaturas inscritas no prazo, Defesa das Teses de alianças e Defesa das candidaturas majoritárias do PT”, seguidos dos momentos que serão os pontos nevrálgicos da situação, ou seja, a “Plenária para intervenções favoráveis e contrárias às Teses”.

Na tarde domingo teremos: “Votação das Teses; Votação das candidaturas majoritárias do PT; e Votação das candidaturas proporcionais do PT”. Quando será encerrado o encontro.

O espaço do Hotel tem capacidade para 300 pessoas. Serão 160 delegados, mais os

observadores, que também devem se credenciar. São observadores: Membros do Diretório Estadual e Nacional; Parlamentares do PT; Prefeitos e Vice-prefeitos(as) do PT; Pré-candidatos(as) do PT inscritos no prazo; Secretários(as) de Estado; Secretários e Coordenadores Setoriais do PT; Dirigentes do PT indicados proporcional e previamente pelas Forças.

– Publicidade –

Outras publicações