segunda-feira, 3 de outubro de 2022

Entrada de dólar no país está influenciando e derrubando a cotação

O banco central do Brasil divulgou o Investimento Direto no País que totalizou em maio US$ 4,5 bilhões. Além disso, temos a entrada de dinheiro na nossa bolsa brasileira, a B³, com um total de R$71 bilhões, batendo um novo recorde. Essa entrada de dólar no país está influenciando e derrubando a cotação. Na semana passada o dólar caiu 1,7% e a cotação fechou aos R$5,07.

Na sexta-feira (25), os mercados americanos tiveram forte baixa, a queda média foi de 3% nas bolsas. O motivo foi a fala do presidente do banco central americano que confirmou a elevação da taxa de juros. No Brasil, o Ibovespa acompanhou o movimento do mercado dos EUA e fechou em queda de 1,09%, ficando nos 112.399 pontos. Na semana acumulou leve alta de 0,73%.

No agronegócio, as cotações dos principais grãos tiveram alta devido a mudança nas condições climáticas dos EUA e Europa. Na semana, a soja subiu 5%, o milho teve alta de 6%, o trigo elevou 3%. Já o a café tipo arábica, disparou 12%.

Na agenda econômica desta semana teremos a divulgação trimestral do PIB do Brasil, índice de evolução de emprego com carteira assinada, taxa de desemprego, balança comercial e produção industrial do país.

Wagner Matos – economista

– Publicidade –

Outros destaques