segunda-feira, 22 de julho de 2024

Equatorial Maranhão dá dicas para o uso racional de energia elétrica

Depois de 26 meses com bandeira verde em vigor, no mês de julho, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) adotou a bandeira amarela para as tarifas de energia elétrica, devido às condições mais difíceis para a geração de energia hidrelétrica.

Com isso, haverá um custo adicional nas contas de luz, para clientes residenciais e empresariais. Com a bandeira amarela, a tarifa aumenta R$ 1,88 a cada 100 kilowatt-hora (kWh). Em nota, a Aneel explicou que os fatores que levaram à adoção da bandeira amarela são a previsão de chuvas abaixo da média no segundo semestre (cerca de 50% menos que o normal) e a previsão de temperaturas acima da média no inverno, o que levará ao aumento do uso de aparelhos elétricos para amenizar o calor.

Com essa combinação de fatores, o consumo de energia elétrica deve aumentar, enquanto as hidrelétricas terão menos água disponível. Assim, o governo precisará acionar as usinas termelétricas, que funcionam a partir da queima de combustível e são mais caras que as hidrelétricas.

Equatorial Maranhão dá dicas de economia para enfrentar o calor com uso racional de energia
O Gerente de Relacionamento com o Cliente da Equatorial Maranhão, Rainilton Andrade, orienta que, para evitar surpresas com a conta de luz no fim do mês, o consumidor pode começar checando se os aparelhos como ar-condicionados, freezers e geladeiras, possuem o selo de avaliação do PROCEL (Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica).
“É importante utilizar equipamentos mais eficientes, de preferência que tenham o selo Procel do tipo A de consumo e, ainda assim, usar de forma racional e pelo menor tempo possível esses equipamentos, evitando desperdícios”, destacou Andrade.
Ele explica que, por meio do selo Procel, é possível saber mais sobre a classe de consumo e a eficiência energética dos equipamentos.
“Se você tem um equipamento de classe A, que consome 20 watts, usado 8 horas diariamente, no período de 30 dias, seu consumo mensal será de 4.800 watts. Para a mesma situação de uso, com um aparelho de classe C, que consome 40 watts, seu consumo mensal será de 9.600 watts”, explicou o executivo.
Além disso, estar atento ao uso dos equipamentos eletrodomésticos pode fazer uma grande diferença no custo final da conta de energia. Veja algumas dicas sobre os principais aparelhos utilizados:
Geladeiras e Freezers

  • Verifique se a borracha de vedação está em boas condições;
  • Evite abrir e fechar a porta da geladeira muitas vezes durante o dia;
  • Não utilize as serpentinas (grades) que se encontram na parte de trás do aparelho para secar roupas, sapatos ou toalhas;
  • O calor pede uma água bem gelada, então vale fazer uso também das garrafas térmicas ao longo do dia.
    Ar-Condicionado
  • Mantenha portas e janelas fechadas durante o uso do ar-condicionado;
  • Configure o aparelho de acordo com o tamanho do ambiente a ser refrigerado;
  • Desligue o equipamento ao deixar o ambiente;
  • Programe o ar-condicionado para desligar durante a madrugada;
  • Mantenha os filtros do aparelho sempre limpos.
    Dicas Gerais
  • Mantenha os cômodos vazios com as luzes apagadas;
  • Aproveite a luz natural, abrindo cortinas e janelas;
  • Substitua as antigas lâmpadas incandescentes e fluorescentes pelas de LED;
  • Evite deixar aparelhos ligados no modo stand-by. O certo é retirar da tomada os aparelhos que não estão sendo utilizados;
  • Acumule roupas sujas para utilizar a máquina de lavar de uma só vez. Esta dica também serve para o uso do ferro elétrico, separe a maior quantidade de roupas para passar de uma vez.
    É importante lembrar que a mudança de hábito é o principal fator para a redução do consumo em geral. E fazer uso consciente e responsável de energia elétrica não é apenas uma boa estratégia para economizar dinheiro, mas um exemplo de respeito ao meio ambiente e às futuras gerações.
– Publicidade –

Outros destaques