quinta-feira, 6 de outubro de 2022

“Eu só pedia para não me matarem”! Homem sobrevive a assalto violento no Vinhais

Um telespectador da Tv Guará, de 37 anos, procurou nossa produção para denunciar um onda de crimes de assaltos violentos no bairro do Vinhais, área de classe média/alta que virou alvo de criminosos da Grande Ilha de São Luís.

O denunciante preferiu na se identificar, mas revelou que já passou por três assaltos, sendo que nas primeiras horas da manhã desta quarta-feira (13), foi o mais violento, onde foi agredido por três homens com barras de ferro. “Eu só pedia para não me matarem, pois estava indo comprar peixe para minha esposa, pois estamos na Semana Santa”, revelou.

A vítima disse que morava no Vinhais e atualmente se mudou para a Cohama, bairro vizinho. “Sai do Vinhais por conta dos assaltos, pois já tinha sido vítima de um que, pra mim, foi parada dada, pois estava em um bar e os bandidos entraram no local e foram direto em mim para roubar meu cordão”, relembrou.

Após se mudar para a Cohama, ele foi vítima de mais um crime, mas sem grandes consequências, pois os ladrões levaram apenas o celular dele na ocasião. Mas nesta quarta, ele temeu pela vida.

De acordo com relatos e bastante emocionado, o denunciante disse que tinham marcado com um amigo para irem ao Portinho, por volta das 5 horas da manhã, para comprarem peixe.

Os dois marcaram em um posto de combustíveis, que fica localizado na Curva do 90, Avenida Jerônimo de Albuquerque, no Vinhais.

O amigo dele chegou primeiro. Quando o denunciante chegou no posto, o amigo já estava conversando com três homens. “Eu cheguei e disse assim: vamos logo para chegarmos cedo e comprar os melhores peixes, ai foi o momento que os três se afastaram, pois um deles tinha pedido uma ligação para o meu amigo”, contou.

Quando entraram no carro para abastecer, os três suspeitos invadiram o veículo e ordenaram que o motorista os levassem para a Praça do Rodão, localizada no Parque Vitória, momento que iniciaram as agressões. “Eles começaram a bater no meu amigo, ai eles pegaram umas barras de ferro e voltaram a bater nele. Eu tentei impedir e também foi muito agredido pelos três que me atacaram com as barras de ferro. Levei pancadas nas costas, braços, cabeça, mãos. Só pedia para não me matarem. Passei por uma cirurgia recente e temia que eles batessem no local que fui operado. Graças a Deus um deles mandou os outros dois pararem de me bater e disse que queriam era o carro do ‘coroa’, mas tinham que ir embora rápido”, contou.

A vitima finalizou a denúncia com um relato bastante emocionado. “Eu não aguento mais essa violência, estou procurando a imprensa por causa disso. Isso tem que acabar, o Vinhais e Cohama eram bairros tranquilos e familiar, hoje não podemos nem sair para comprar pão que somos assaltados e agredidos por vagabundos que não tem pena da gente. Nós trabalhamos para termos uma vida boa, tranquila e segura, mas isso tem que acabar, pois eu sou apenas uma das milhares de pessoas que são assaltadas todos os dias e não tem onde reclamar”, finalizou.

– Publicidade –

Outros destaques