terça-feira, 23 de julho de 2024

Exercícios feitos em casa podem ser uma solução para não ficar parado

Você até acordou disposto a fazer sua atividade física do dia, mas logo após se vestir notou que começou a chover. E agora, o que fazer? Vai assim mesmo ou adia o exercício até o tempo melhorar? No período mais chuvoso do ano, quem gosta de se exercitar ao ar livre acaba sofrendo com a instabilidade do tempo e prejudicando a rotina de atividade física.

O professor do curso de Educação Física do Centro Universitário Estácio São Luís, Hirlon Braga, explica que o mau tempo não pode ser um impedimento para quem está buscando manter uma rotina de exercícios regulares e que, nessas horas, é necessário buscar a criatividade e se exercitar em casa mesmo.

Durante a pandemia, uma prática que se tornou comum no período mais severo de lockdown e que se manteve nos anos seguintes, ainda que com menos adeptos, foi a atividade física dentro de casa. Através do computador ou mesmo do aparelho celular, professores dão aulas de exercícios que podem ser realizados no lar e pessoas comuns podem seguir o passo a passo, executando conforme orientação, o que ajuda a não ficar parado e manter a saúde em dia. “Atualmente, muitas dessas aulas são gratuitas e podem ser encontradas no YouTube ou pagas por meio de assinaturas por um custo baixo. São práticas de funcional, movimentos de dança, atividades voltadas à queima de gordura e até yoga”, pontua o profissional.

O especialista alerta, porém, que é preciso tomar alguns cuidados ao fazer atividades em casa. “A orientação é que seja feita uma avaliação clínica e física junto a um profissional. Ao iniciar os exercícios, é importante fazer um alongamento antes e depois do exercício, usar roupas confortáveis, prestar atenção no calçado que se está usando para evitar acidentes, respeitar os limites do próprio corpo e se manter hidratado”, enumera.

Para quem, mesmo debaixo de chuva, prefere fazer sua atividade ao ar livre, o professor alerta para alguns cuidados que devem ser tomados: realizar um aquecimento, usar roupas específicas para treino em chuva para proteger o corpo, além de estar bem alimentado e com a imunidade em alta para evitar mal estar. “Em ambientes abertos, a orientação é também buscar abrigo caso a chuva esteja forte, com relâmpagos, raios e trovões, especialmente se for uma atividade em piscina. É necessário também observar o tipo de calçado que se está usando, se tem o solado antiderrapante para evitar quedas”, reforça.

– Publicidade –

Outros destaques