quarta-feira, 16 de junho de 2021

Fique Ligado no São João na Guará
Exposição sobre pescadores é aberta no Centro Cultural do MPMA

Exposição sobre pescadores é aberta no Centro Cultural do MPMA

Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no telegram
Compartilhar no linkedin

O Ministério Público do Maranhão promoveu, nesta quinta-feira, 11, a
abertura da exposição ‘O universo da pescaria’, do artista plástico
maranhense Uendell Rocha.

A mostra, em cartaz no Centro Cultural do MPMA, faz parte do ciclo de
eventos que marcam o início das atividades da Escola Superior da
instituição.

Artista com destaque internacional, Uendell Rocha faz uso de
matérias-primas como o carvão vegetal, folhas, pedras, coco babaçu
queimado, casca de árvores e materiais recicláveis para retratar o
cotidiano dos pescadores e dos cidadãos marginalizados.

“Eu retrato o universo das pessoas com quem convivo a vida inteira.
Indivíduos que estão à margem da sociedade e que, por viverem oprimidos,
precisam ser visibilizados”, disse o artista.

Ele também agradeceu o Ministério Público pela oportunidade da exposição e
destacou a perspectiva ambiental da sua arte.

“As telas são realizadas sempre com materiais recicláveis, porque temos o
compromisso com a sustentabilidade, especialmente no atual momento em que é
tão necessário reforçar o respeito ao meio ambiente. Nesse sentido, é uma
honra voltar ao Ministério Público que sempre está aberto para a promoção
do trabalho de artistas maranhenses”, afirmou.

A exposição foi prestigiada pelo procurador-geral de justiça, Eduardo
Nicolau; pelos promotores de justiça Karla Adriana Holanda Farias Vieira
(diretora da ESMP), Ana Luiza Almeida de Ferro e Elyjeane Alves de Carvalho
(auxiliares da ESMP), Márcio Thadeu Silva Marques (titular da 1ª Promotoria
de Justiça de Defesa da Infância e da Juventude de São Luís), Carlos
Henrique Vieira (diretor da Secretaria de Planejamento e Gestão do MPMA) e
por servidores da instituição.

HOMENAGEM 

Na ocasião, o artista plástico presenteou o procurador-geral com uma tela,
intitulada ‘No cangado’, que retrata o cotidiano de moradores próximos da
região marítima. Eduardo Nicolau agradeceu o artista e falou sobre a
importância do apoio às atividades artísticas.

“O objetivo do Ministério Público do Maranhão, ao criar o espaço de arte,
era unir, cada vez mais, a coletividade à Procuradoria-Geral de Justiça.
Hoje, temos a enorme satisfação de receber a exposição de Uendell Rocha, em
uma parceria com o MPMA que começou em 2002”, disse Eduardo Nicolau.

O procurador-geral de justiça também destacou o aspecto singular do
trabalho de Uendell, especialmente o uso que o artista faz do carvão
vegetal.

“O grande mérito do trabalho de Uendell, entre tantos que podem ser
elencados, é a técnica original que ele realiza com o carvão. É um trabalho
único não apenas no Brasil, mas no mundo. Motivo, portanto, de orgulho para
o Maranhão”.

Sobre o trabalho do artista, a diretora da ESMP comentou o enfoque social
das telas, destacando três obras do artista que retratam a situação de
opressão vivenciadas por meninas. Ela ainda agradeceu o procurador-geral
pelo apoio e à curadoria do evento pelo trabalho desenvolvido.

“Essa é uma exposição muito significativa, pois trata da simplicidade e
complexidade das relações sociais. É desse lugar de opressão retratado pelo
artista que nós queremos retirar essas meninas. Por isso, realizamos essa
junção: direito, arte e gênero”, destacou Karla Adriana Holanda Farias
Vieira.

A exposição ficará aberta ao público até o dia 20 de março no Centro
Cultural do MPMA, localizado na Rua Osvaldo Cruz.

– Publicidade –

Outros destaques