Família ainda não registrou desaparecimento de pescador


Foto: TV Guará

Continuam as buscas por homem que desapareceu na praia do Calhau no último sábado (06). O Corpo de Bombeiros realizou as buscas durante o dia e até agora a vítima não foi identificada e nenhum familiar procurou o Corpo de Bombeiros ou a Polícia Militar para registrar um desaparecimento. Testemunhas afirmam que o homem estaria pescando, mas ainda não há certeza sobre o que fazia no local.

Somente neste ano, já foram realizadas mil 650 abordagens nas praias da Região metropolitana para orientar banhistas e pescadores sobre os riscos de não respeitar as medidas de segurança no mar.

O Capitão Lisboa, do Corpo de Bombeiros, reiterou as orientações para banhistas e pescadores:

  1. “Orientamos que a população e a comunidade não tomem banho sozinho, principalmente nesses locais mais distantes”
  2. “Quanto ao uso de álcool, que é um problema recorrente que temos, orientamos que os banhistas não façam uso de álcool antes de tomar banho de mar”
  3. “Sobre a profundidade segura, sempre lembramos que água no umbigo sinal de perigo. Quando a gente permanece numa profundidade superior a do umbigo, nós ficamos mais suscetíveis as correntes “
  4. “Sempre destacamos que os pais deem 100% de atenção aos filhos sobretudo se eles estiverem na água. Orientamos que fiquem no máximo a uma distância de um braço que é a situação ideal para intervir em caso de emergência”

*

Veja a matéria exibida pelo Voz das Ruas