segunda-feira, 3 de outubro de 2022

Familiares atribuem morte de idosa a corte de fornecimento de energia

Um caso, na cidade de Imperatriz, que está sendo apurado pelas autoridades competentes, chamou bastante a atenção desde a última terça-feira (4), e ganhou mais repercussão nas redes sociais.

Uma idosa de 92 anos morreu após ter o fornecimento de energia da residência onde morava cortado por atraso no pagamento. O atraso era de 15 dias, de acordo com informações de amigos e familiares da idosa.

Eles alegam que após a interrupção do fornecimento de energia, a idosa, que tinha recebido alta médica na terça, não conseguiu continuar com o tratamento através de nebulização, por conta de não ter como ligar a máquina nebulizadora.

Os familiares da idosa filmaram a ação de um dos funcionários da Equatorial Maranhão, no momento em que foi cortar o fornecimento de energia, assim como registraram o momento que a encontraram sem vida pela manhã de terça.

A família alega que por conta do corte de energia, a idosa não continuou o tratamento passado pelos médicos e entrou em óbito.

A Equatorial, por meio de nota, informou que não se pode afirmar a relação entre o corte do fornecimento de energia com a morta da idosa.

Nota de Esclarecimento

A Equatorial Maranhão lamenta o ocorrido no bairro Itamar Guará, em Imperatriz, nesta terça-feira (04). Entretanto, cabe esclarecer que até o momento não é possível atestar qualquer relação entre a suspensão do fornecimento e o fatídico acontecimento. De todo modo, a Equatorial Maranhão, informa que já deu início a ampla e profunda apuração interna e, após a sua conclusão, adotará as medidas administrativas que o caso requer.

– Publicidade –

Outros destaques