segunda-feira, 3 de outubro de 2022

Ferry José Humberto ainda não foi aprovado pela Marinha para operar no Maranhão

Capitania do Portos do Maranhão tem prazo de 48 horas para informar sobre acatamento da recomendação e medidas adotadas para seu cumprimento

Promotoria do Consumidor pediu ao Ministério Público Federal (MPF) do Maranhão uma cooperação para acompanhar o caso do ferry-boat José Humberto, embarcação de 38 anos, que foi entregue pela empresa paraense, que ganhou licitaçao do Governo do Maranhão, para operar na travessia do Terminal da Ponta da Espera para o Cujupe, na Baixada Maranhense.

O ferry José Humberto, que tem 38 anos de idade, ainda não foi liberado pela Marinha, pois ele não é adequado para mar, pois ele é uma embarcação de rio, que estava sendo usada como balsa no Pará.

De acordo com a promotora do Consumidor, Lítia Cavalcante, revelou que o ferry José Humberto tem a metade da velocidade dos ferrys que atuam na travessia entre São Luís e Baixada Maranhense, por não ter motor de propulsão.

Ainda segundo a promotora, a embarcação passa por várias adequações para poder ser liberado pela Marinha e iniciar a operação no Maranhão.

– Publicidade –

Outros destaques