G10 Editora

Governo reforça orientação aos municípios sobre sazonalidade da influenza e outros vírus respiratórios

Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no telegram
Compartilhar no linkedin

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (SES), reforça mobilização e orientação aos municípios sobre sazonalidade da Influenza A e outros vírus respiratórios. Nesta quarta-feira (22), o a SES registrou o primeiro caso confirmado por laboratório de Influenza subtipo H3N2 no Maranhão. O caso, que evoluiu para cura, é acompanhado por equipes do Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde (CIEVS).O caso do paciente, de 10 anos, do sexo masculino, que registrou atendimento na rede hospitalar particular com quadro com sintomas de febre, tosse e obstrução nasal, teve o resultado da amostra coletada em 15 de dezembro e liberado nesta quarta-feira (22). Para confirmação da linhagem Darwin, o Laboratório Central do Maranhão (Lacen) enviou amostra do caso para sequenciamento genético no Instituto Evandro Chagas, no Pará, laboratório de referência, para confirmação da linhagem Darwin. Desde de novembro foi divulgada aos municípios uma Nota de Alerta sobre a sazonalidade e o aumento de doenças respiratórias no país. Agora, em dezembro, foi divulgada uma Nota Técnica, alertando sobre a circulação de Influenza A (H3N2) e outros vírus respiratórios, onde foi descrito o cenário epidemiológico da Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) e Síndrome Gripal (SG) por Influenza no Brasil e no Maranhão no ano de 2021.No documento, contém orientações como: diagnóstico laboratorial; forma correta da coleta; acondicionamento e transporte de amostras; cadastro das amostras; tratamento clínico; e orientações para prevenção de Síndromes Gripais. A superintendente de Epidemiologia e Controle de Doenças da SES, Tayara Pereira, destaca a importância do alinhamento das ações com os municípios, visto que, a porta de entrada para as Síndromes Gripais é a atenção primária. E orientou que em caso de sintomas gripais, a população deve procurar atendimento na unidade de saúde de referência municipal.“Disparamos a Nota Técnica com as orientações sobre as condutas das síndromes gripais. Além de estarem disponíveis no site, também enviamos para as Unidades Regionais e para os Municípios. Lembramos que é um período sazonal, um período onde de fato, aumenta o número de doenças respiratórias, síndromes gripais e arboviroses”, afirma a superintendente. A superintendente comenta ainda sobre quais unidades procurar em casos de Síndromes Gripais. “A porta de entrada nesses casos são as Unidades Básicas de Saúde, onde atuam as Equipes de Estratégia em Saúde da Família dos Municípios e as Unidades de Pronto Atendimento (UPAs). Neste último caso, deverão comparecer as pessoas que apresentam sinais de alerta, como piora do quadro de gripe e desconforto respiratório”, pontua a superintendente de Epidemiologia e Controle de Doenças da SES, Tayara Pereira. Além disso, na última quinta-feira (23), foi realizada uma reunião via web com representantes dos Núcleos de Vigilância Epidemiológica Hospitalar, coordenadores de Vigilância Epidemiológica Municipais e Regionais de Saúde sobre a Nota Técnica da Influenza. Durante a capacitação, além da apresentação da Nota Técnica nº 04/2021, os participantes foram instruídos sobre a inserção e atualização de Fichas no Sistema SIVEP-Gripe e fluxo de envio de amostras. Orientações para prevenção de Síndromes GripaisPara evitar as Síndromes Gripais, além da vacinação contra Influenza, devem ser adotadas medidas preventivas e de etiqueta respiratória, como: lavar as mãos, punhos, unhas e espaços entre os dedos com água e sabão com frequência, se não puder, use álcool em gel; evitar levar a mão ao rosto; utilizar máscara descartável; manter os ambientes ventilados e evitar aglomerações; se tiver com sintomas de gripe, evite cumprimentar as pessoas com abraços, beijos ou apertos de mão; evitar contato próximo com pessoas que apresentem sinais e sintomas de gripe; usar lenço descartável para limpar o nariz ou ao tossir ou espirrar.

– Publicidade –

Outros destaques