quarta-feira, 17 de julho de 2024

Hackers são alvos de operação e polícia encontra mais de R$ 2,5 milhões em contas bancárias

A Polícia Civil do Maranhão, através do Departamento de Combate a Crimes Tecnológicos/SEIC, da Delegacia Regional de Imperatriz/GPE/SPCI e a Polícia Civil do Ceará, através da Delegacia de Repressão a Crimes Cibernéticos da PCCE, deflagrou, no município de Imperatriz, cidade localizada na região Tocantina do Maranhão, e Fortaleza, capital do Ceará, Operação Policial voltada a desarticulação de grupo criminoso suspeito da prática de crimes cibernéticos sobretudo phishing (“roubo” de dados) bancários através de falsos anúncios na internet, dentre outros delitos digitais ainda em apuração.

Após investigação se verificou indícios de lavagem de dinheiro sendo determinado o bloqueio judicial dos bens e contas dos investigados na importância de R$ 2.556.247,00 milhões e mandados de busca e apreensão para os endereços em Imperatriz e Fortaleza. Cinco veículos e objetos de valor foram apreendidos.

No momento da busca os suspeitos estavam em plena operação sendo identificados mais de 50 sites falsos abertos, de plataformas de vendas de passagens aéreas, sites de secretarias de fazenda de diversos estados e DETRANS, inclusive do Maranhão, dentre diversos outros: São Paulo, Amazonas, Alagoas, Goiás, Pará, Acre.

Vários “logins” de google ADS também estavam abertos para postagem dos falsos anúncios que direcionavam para as páginas falsas. Além disso, foram encontrados vários cartões de crédito e documento falso.

Os delitos praticados deixaram em prejuízo diversas vítimas, administrações estaduais e demais plataformas que deixaram de receber os valores, os quais eram desviados em favor dos suspeitos que ostentavam vida luxuosa.

Vacation Free

Do inglês, significa férias gratuitas, fazendo alusão ao fato dos suspeitos terem por prática montar verdadeiros “escritórios itinerantes” para prática de crimes e escolhiam hotéis em destinos turísticos para tal propósito, a exemplo do local em que foram encontrados, no litoral do Ceará, com indícios de plena atuação quando do cumprimento da busca e apreensão.

Bens e petrechos utilizados para prática do crime e auferidos com o mesmo estão sendo apreendidos e ainda está sendo estimado o alcance e o número de vítimas das fraudes.
Diante do farto material encontrado e do “escritório do crime” em pleno funcionamento a perícia forense do Ceará fora acionada para auxiliar nos trabalhos de busca naquele estado.

– Publicidade –

Outros destaques