terça-feira, 7 de fevereiro de 2023

Ilustrador distribui quadros em diversos pontos de São Luís

A cultura maranhense inspira os mais diversos artistas, um deles é o ilustrador Gabriel Sá. Utilizando a técnica de doodle art, ele produz ilustrações que destacam figuras icônicas do Maranhão, dentre elas, o bumba meu boi, o cazumbá, a serpente e o fofão. Com a pretensão de presentear o Estado que tanto o inspirou, Gabriel começou a distribuir seus quadros, nesta última segunda-feira (26), por diversos locais de São Luís. Quem achar um dos quadros deve agradecer o gesto praticando uma boa ação.

Dez quadros serão colocados pelo ilustrador em vários lugares da capital maranhense durante o final de novembro e início de dezembro. O primeiro deles foi deixado no Terminal de Integração da Praia Grande com o recado ‘Esse quadro é seu. Seu único pagamento será: alimentar o cachorrinho de rua’.

“Senti a necessidade de presentear uma cidade que fez muito por mim. Nasci e me criei aqui em São Luís, essa ação é uma minha forma de agradecer pelo aprendizado e inspiração”, explicou Gabriel.

Ele avisa onde deixou cada quadro através do seu instagram pessoal. Além dos símbolos maranhenses, também estão incluídos nos presentes para a população ilustrações com referências a cultura pop e nerd.

Inspirações e carreira

De acordo com Gabriel, doodle art é um estilo de desenho criativo com trações simples geralmente feito somente com o auxílio de uma caneta e que diz muito sobre o artista.

Ele conta que nos estudos de percussão, outra habilidade dele, conheceu músicas de Papete que o fizeram entender o quanto a cultura maranhense é linda e rica. “Eu precisava expressar isso de alguma forma, mas ainda não sabia como”, disse Gabriel que começou a desenhar com sete anos de idade.

Com 22 anos, Gabriel Sá é ilustrador, designer gráfico e publicitário. A iniciativa de espalhar os quadros por São Luís faz parte da Emaranhado, uma marca idealizada por ele em parceria com o fotógrafo e publicitário Ronny Meireles. “Quando cursei Publicidade e Propaganda no final da graduação chegou a hora de escrever o temido TCC e foi nessa época que surgiu a ideia de elaborar um projeto que homenageasse a cultura maranhense com doodle art. Em menos de dois meses desenvolvi com meu amigo Ronny toda a temática e o estilo de traço que venho usando até hoje”, contou.

Ele ainda destaca que a cultura maranhense é mais do que aquilo que nós acreditamos ser.  “Nossa cultura é o bumba meu boi e o ônibus lotado às 7h35. É o cachorro quente do Souza, é o vendedor de sorvete e tudo que rodeia nosso cotidiano, inclusive aquilo que originalmente não é daqui. Somos filhos do caos e toda essa confusão torna tudo em São Luís e no Maranhão mais rico”, finalizou.

– Publicidade –

Outros destaques