terça-feira, 20 abril, 2021
Início Polícia IML esclarece mistério envolvendo corpo de romeno encontrado em embarcação em São...

IML esclarece mistério envolvendo corpo de romeno encontrado em embarcação em São Luís.

Em um verdadeiro trabalho investigativo uma equipe de Peritos Oficiais do Instituto Médico Legal (IML) do Maranhão, composta por Médicos Legistas, Odontolegistas, Auxiliares de Perícia Médico Legal e da Chefe do Serviço de Tantalogia, sob a coordenação do Dr. Aden Testi, Diretor do IML, conseguiu solucionar um mistério envolvendo o achado de um corpo em uma embarcação no litoral maranhense e, assim, contatar a família da vítima, que morava na França, e que agradeceu ao trabalho realizado pela equipe maranhense.

O mistério começou quando uma embarcação à deriva foi encontrada próximo ao Porto do Itaqui, em dezembro do ano passado. A Polícia Federal informou ao Instituto Médico Legal (IML), que havia um corpo em avançado estado de composição no barco e que se trataria de um cidadão romeno.

De pronto, a equipe do IML formado por Dr. Fábio Magalhães (Médico Legista) e Dra. Salen Marchesi (Odontolegista) iniciou os exames post-motem com o objetivo de verificar a possível causa da morte e identificar o corpo.

Para conseguir dar seguimento às investigações, era necessário primeiramente contatar a família do romeno. Essa comunicação foi primeiramente realizada pela Polícia Federal, por meio da Interpol, para solicitação de documentação odontológica da suposta vítima. A família enviou radiografia odontológica panorâmica e fotos. Em seguida, a Embaixada Romena do Rio de Janeiro entrou em contato com o IML para receber informações acerca da identificação do corpo.

Posteriormente, a equipe se comunicou diretamente com a família, residente na França. Após a finalização de todos os exames pela equipe de Peritos Oficiais e confirmação da identidade da vítima através dos exames de Odontologia Legal, a família compareceu ao IML para proceder ao processo de liberação do corpo. A intermediação com a família foi realizada em língua francesa pela Dra. Adylla Fortes, Chefe do Serviço de Tanatologia Forense do IML de São Luís.

Para Dra. Anne Kelly, Perita Criminal e Coordenadora de Perícias da Grande Ilha, o IML está preparado para realizar cooperações internacionais e já atuou em diversas outras situações envolvendo estrangeiros.

“Sempre há essa possibilidade desse trabalho conjunto com órgãos internacionais ou com familiares estrangeiros, como já ocorreu outras vezes, mas o IML estará sempre preparado para essas questões, buscando sempre, de forma responsável e com a máxima excelência possível dar esse suporte, assim como já faz diariamente com os exames necessários seja no próprio IML ou em conjunto com outros órgãos periciais do estado”, disse.

De acordo com Salen Marchesi, o procedimento usado para a identificação do corpo, a Perícia Odontolegal, foi de fundamental importância para a solução do mistério.

“O fundamento da Perícia Odontolegal de identificação está no fato das características odontológicas serem únicas em cada pessoa, individualizando-as. Dessa forma, em situações em que o reconhecimento visual e as impressões digitais estão prejudicadas, como em casos de corpos em avançado estado de decomposição, a metodologia odontológica ganha destaque, uma vez que os dentes e materiais restauradores usados na odontologia se mantêm na cavidade bucal mesmo em situações adversas”, afirmou.

Após finalização de todo o processo de identificação e liberação do corpo, a família fez questão de enviar oficialmente agradecimentos à equipe do IML pelo trabalho exercido.

- Publicidade -
Categorias relacionadas:
- Publicidade -

Mais recentes

- Publicidade -