Incêndio no CT do Flamengo mata dez adolescentes e deixa três feridos


Um incêndio no centro de treinamento do Flamengo, na zona oeste da cidade do Rio de Janeiro, deixou dez mortos e três feridos na madrugada de hoje (8).

O incêndio já foi controlado, mas segundo o Corpo de Bombeiros da cidade há 10 mortos e três feridos – um deles em estado grave. O incêndio atingiu a ala mais velha do CT, que servia de alojamento para as categorias de base e recebia jogadores de 14 a 17 anos de idade.

As vítimas estavam dormindo no momento do incêndio, o que teria contribuído para a tragédia. Os bombeiros foram acionados às 5h17 e os feridos foram levados para o hospital Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca.

Com isso, o clássico Fla-Flu pode não ser realizado, neste sábado (9), às 19h. O jogo é válido pelas semifinais da Taça Guanabara. A Federação de Futebol do Rio emitiu nota lamentando o incêndio no Ninho do Urubu, onde 10 adolescentes entre 14 e 17 anos morreram. Outros três ficaram feridos.

No comunicado, a entidade afirmou que não vê clima para a realização do Fla-Flu, no Maracanã. A Ferj convocou uma reunião de emergência com todos os envolvidos para bater o martelo sobre o adiamento da partida.

Veja a nota:

“A Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro lamenta a tragédia ocorrida no CT do Flamengo e se solidariza com as famílias. A Ferj informa que não vê clima para a realização do Fla-Flu, neste sábado, no Maracanã, e está convocando, para reunião de emergência agora pela manhã, Fluminense, Flamengo e a TV detentora dos direitos do Campeonato Carioca para decidir sobre o caso”.

A CBF também se manifestou sobre o incidente. A entidade disse que acompanha com consternação as primeiras informações sobre a tragédia no CT e prestou solidariedade.