quinta-feira, 17 de junho de 2021

Fique Ligado no São João na Guará
Jefferson Portela revela detalhes de grupo criminoso que atacou Bacabal

Jefferson Portela revela detalhes de grupo criminoso que atacou Bacabal

Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no telegram
Compartilhar no linkedin

Em entrevista coletiva concedida nesta terça-feira (27), o secretário de Segurança Pública, Jefferson Portela, divulgou detalhes sobre a quadrilha que atacou uma agência do Banco do Brasil em Bacabal no último domingo (25).

Segundo Portela, o grupo é formado por aproximadamente 76 membros suspeitos, entre homens e mulheres. O bando teria atuação em praticamente todos os Estados no Nordeste. A base no Maranhão já foi descoberta e teria pouco mais de 30 criminosos.

A Polícia do Maranhão está atuando em conjunto com a Polícia da Bahia para conseguir recuperar o dinheiro roubado e capturar os integrantes do grupo criminoso.

A inteligência da Polícia investiga a possibilidade de participação de funcionários do Banco do Brasil ou da empresa responsável pelo transporte dos valores no crime.

Líder

Além disso, o Secretário confirmou José Francisco Lumes como o chefe do grupo e responsável pela coordenação mesmo à distância. Teria partido dele o comando para o ataque, mesmo ele estando no Uruguai.

Um dos criminosos mortos era irmão dele, identificado como Edielson Francisco Lumes, conhecido como “Dô” ou “Didi”. Segundo Portela, ele estava em um carro blindado e foi atingido assim que desceu do veículo e utilizava uma identidade falsa.

Pessoas presas com dinheiro

Portela confirmou ainda que duas pessoas estão presas após terem sido flagradas com dinheiro do roubo. Um soldado do Piauí identificado como André dos Anjos e um bombeiro maranhense cujo nome não foi identificado. Este último devolveu voluntariamente a quantia de R$ 5 mil.

A Polícia Civil irá investigar a participação deles nos crimes e sua presença em Bacabal e próximo a onde ocorreu o delito.

– Publicidade –

Outros destaques