sábado, 23 de outubro de 2021

Auxílio Combustível Governo do Maranhão

Kim Kataguiri é criticado por comparar “Roud 6” ao socialismo

Deputado Kim Kataguiri do MBL publicou informação em seu instagram neste domingo (16) (Foto: Reprodução)
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no telegram
Compartilhar no linkedin

O deputado federal Kim Kataguiri (DEM-SP) fez uma publicação nesta segunda-feira (11) no Instagram onde comparou a série sul-coreana “Round 6”, com o socialismo. Rapidamente o parlamentar virou alvo de diversas críticas de internautas, por disseminar fake news e desonestidade intelectual.

Criada pelo coreano Hwang Dong-hyuk, “Round 6” tornou-se a série atualmente mais vista na Netflix em mais de 90 países. A produção conta a história de 456 endividados que aceitam participar de um jogo mortal (sem saber inicialmente) para ganhar um prêmio milionário.

O seriado sul-coreano, aborda o totalitarismo, mas tem como tema central a crítica ao capitalismo selvagem.

Assim como o filme sul-coreano “Parasita”, que ganhou o Oscar de Melhor Filme em 2020, a série usa os protagonistas para mostrar a vivência das camadas mais marginalizadas da sociedade.

Na postagem de Kataguiri diz “Round 6 é como o socialismo”. “O dinheiro cai do céu; o governo controla a comida; se você não obedece é fuzilado e meia dúzia de pessoas controlam tudo e se divertem às custas do povo”, veja:

https://www.instagram.com/p/CU6Mv55rItO/?utm_source=ig_embed&ig_rid=24e968b8-c5b6-4b97-89ba-4cd8f3723675

“Foi falar mal do comunismo e acabou descrevendo o capitalismo”, escreveu um internauta.

“Kim Kataguiri e MBL sabem que Round 6 não é socialismo. Sempre que uma crítica anticapitalista fica famosa, eles invertem só para poluir o debate e confirmar quem não tem base”, escreveu outro usuário do Twitter.

Algumas pessoas disseram que Kataguiri estaria novamente divulgando fake news, assim como havia feito ao postar um vídeo em 2019 no qual afirmava que Karl Marx teria “percebido seus erros” ao “presenciar a 1ª Guerra Mundial” (1914-1918) e depois foi apagado pelo parlamentar.

– Publicidade –

Outros destaques