domingo, 2 de outubro de 2022

Manifestações contra e a favor de Bolsonaro acontecem no 7 de setembro em São Luís

Manifestações contra e a favor de Bolsonaro acontecem em São Luís
Manifestações em São Luís. Foto: Reprodução

Ambas as manifestações estão marcadas para acontecer em várias cidades do Brasil

Neste 7 de setembro, feriado no qual se comemora a independência do Brasil, manifestações contra e a favor de Jair Bolsonaro estão marcadas para acontecer em São Luís. De um lado, movimentos sociais protestam contra o desemprego, a fome e a atuação do presidente durante a pandemia; e, de outro lado, manifestantes declaram apoio irrestrito a Bolsonaro. Ambas as manifestações devem acontecer em várias cidades do país.

A manifestação contra o presidente acontecerá a partir das 8h na Praça das 7 Palmeiras, na Vila Embratel. Haverá também uma carreata, motociata e bicicleato, cuja concentração está marcada para as 8h no estacionamento do Reviver, Centro de São Luís, e partirá rumo à praça em questão.

“São 15 milhões de desempregados. Nosso 7 de setembro é por emprego. São 842 mil mortos por Covid. Nosso 7 de setembro é pela vida, pelo SUS público e vacina. 19 milhões de pessoas voltaram a passar fome no Brasil. Nossa arma na mão no nosso 7 de setembro é um quilo feijão. Nosso 7 de setembro, é pela Democracia e contra o golpismo e o desgoverno de Bolsonaro”, explicou o ex-candidato à prefeitura pelo PSOL, Franklin Douglas, um dos organizadores do ato.

A concentração do ato de apoio a Bolsonaro está marcado para acontecer também na manhã da terça-feira (7), na recém-aberta loja da Havan em São Luís, no bairro do Cohajap. Os manifestantes sairão às 9h em motos, carros e bicicletas rumo à praça Maria Aragão, no Centro de São Luís, onde deverão encontrar os caminhantes às 11h.

Em vídeo publicado no Instagram, um dos organizadores do evento e líder do movimento Endireita Maranhão, Coronel Monteiro convida para a “manifestação cívico-patriota da liberdade” se posicionando em frente à réplica da Estátua da Liberdade da loja da Havan. Finaliza o convite com os dizeres: “soberano, supremo é o povo”.

Em ambas as manifestações, se preza pelo uso de máscaras e álcool em gel.

– Publicidade –

Outros destaques