domingo, 25 de setembro de 2022

Maranhão termina edição de 2021 do Troféu Norte-Nordeste de Atletismo em 1º lugar

Delegação maranhense de atletismo conquistou 45 medalhas (Foto: Divulgação)
Delegação maranhense de atletismo conquistou 45 medalhas (Foto: Divulgação)

O Maranhão quebrou a hegemonia de 17 anos do estado do Pernambuco e conquistou, de forma inédita, o título de primeiro lugar geral no Troféu Norte-Nordeste Loterias Caixa Adulto de Atletismo, evento organizado pela Secretaria de Estado do Esporte (Sedel), Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt) e a Universidade Federal do Maranhão (UFMA). O Maranhão disparou e conquistou um total de 45 medalhas (29 de ouro, 11 de prata e 5 de bronze). O evento aconteceu na sexta-feira (24) ao domingo (26), na pista de atletismo da UFMA, em São Luís. 

A garra e determinação dos atletas do Maranhão foram essenciais para a conquista do título de campeão no masculino (16 de ouro, 7 de prata e 2 de bronze) e no feminino (13 de ouro, 4 de prata e 3 de bronze). Destaque para o atleta Alexsandro do Nascimento Melo, mais conhecido como Bolt, que bateu o recorde da competição, alcançando a marca de 15,81 no salto triplo. O atleta compõe a equipe do CT Maranhão, clube patrocinado pelo Governo do Maranhão, Sedel e Mateus, por meio da Lei de Incentivo ao Esporte.

Presente no encerramento da competição, o vice-governador do Maranhão, Carlos Brandão falou do empenho do Governo do Maranhão em incentivar e apoiar os atletas do estado, inserindo-os em grandes competições. “O esforço contínuo reflete na melhora da autoestima dos nossos atletas. O Bolt é um grande exemplo que podemos mostrar, para o Brasil e para o mundo, que temos grande atletas. São resultados como estes que queremos mostrar para o mundo”, comentou. 

À frente do evento esportivo, o secretário de Estado do Esporte e Lazer, Rogério Cafeteira celebrou os resultados e parabenizou toda equipe maranhense. “Depois de muitos anos nos consagramos campeão geral da competição. Quero agradecer a colaboração de todos que contribuem para o esporte no Maranhão. A quebra de recorde do Bolt, que é um atleta olímpico, é mais um retorno do investimento que o Governo do Maranhão vem realizando nesses atletas. Agradeço ao Mateus, que é nosso parceiro, no projeto CT Maranhão, onde se forma muitos atletas. Agradeço também ao José Carlos Moreira, o Codó, que é idealizador desse projeto e um grande herói olímpico. Parabéns a todos”. 

Radiante com o resultado, Alexsandro do Nascimento Melo, o Bolt, agradeceu o apoio prestado pelo Governo do Maranhão. “Quero deixar o meu muito obrigado a todos que acreditaram e acreditam na gente. Quebramos um recorde que durava quase 30 anos. Isso é trabalho e está dando certo. Vamos colher mais frutos a cada ano”, celebrou.   

O campeão Olímpico de Pequim de 2008, no revezamento 4x 100 do atletismo, Codó, falou da importância da retomada do Maranhão na competição. “É um momento ímpar para o atletismo, não só no Maranhão, mas no Brasil. O Governo do Maranhão tem acreditado no nosso projeto desde início. O secretário Rogério colocou todo o apoio e contribuiu muito para esse resultado. Estamos muito felizes por esses jovens que precisam de oportunidade. Projetos como este passam a garantir ao Maranhão mais educação, mais esportes e mais atletas amparados”, resumiu.

O estado do Pernambuco foi segundo no masculino (3 de ouro, 2 de prata e 1 de bronze) e terceiro no feminino (3 de ouro e 1 de prata). O Rio Grande do Norte foi o vice-campeão no feminino (3 de ouro, 5 de prata e 3 de bronze) e a Paraíba a terceira colocada (2 de ouro, 2 de prata e 3 de bronze) no feminino. O quadro final de medalhas está no site da CBAt, no hotsite da competição, em resultados.

Os melhores atletas do Troféu Norte-Nordeste foram Letícia Maria Nonato Lima, pela seleção do Maranhão, e Francisco Guilherme dos Reis Vianna, por Pernambuco. Letícia Lima venceu os 200 m com 23.82 (0.7), recorde do campeonato – melhorou sua própria marca, de 23.85, de 2018 -, e ainda levou mais uma medalha de ouro no revezamento 4×400 m do Maranhão, com Joelma das Neves Souza, Ana Carolina Azevedo e Geisa Coutinho, em 3:51.16. As duas provas foram realizadas neste domingo (26).

Maranhão conquistou 1º lugar no Troféu Norte-Nordeste de Atletismo (Foto: Divulgação)

No total, foram estabelecidos recordes do campeonato em oito provas – 400 m com barreiras, salto triplo e lançamento do disco, no masculino, 200 m, 100 m com barreiras, lançamentos do disco, do martelo e do dardo, no feminino.

O Maranhão ainda teve os bons resultados de seus atletas na última etapa, alavancando o resultado na contagem de medalhas para a seleção do Estado. Lucas Rodrigues da Silva venceu os 200 m, em 21.07 (0.4). Alexsandro do Nascimento Melo, o Bolt, atleta olímpico que já havia ganho do salto em distância, venceu também o salto triplo, com 15,81 m, recorde do campeonato – o anterior era de 1995 e pertencia a Emmanuel Cezar Silva, com 15,59 m.

O revezamento 4×400 m do Maranhão também foi campeão no masculino. A equipe foi formada por Matheus Coelho, João Henrique Falcão Cabral, Lucas Rodrigues da Silva e Marcos Vinícius Moraes e ganhou com o tempo de 3:17.97.

O presidente do Conselho de Administração da CBAt, Wlamir Mota Campos, e o diretor executivo Claudio Castilho acompanharam o Norte-Nordeste. “Foi bom estarmos na competição porque pudemos dialogar com os presidentes das federações, árbitros, treinadores e atletas. O resultado foi positivo, com muitos Estados subindo no pódio, com destaque para o Maranhão, que vem trabalhando para ser campeão nos últimos dois anos.”, avaliou Wlamir.

– Publicidade –

Outros destaques