quarta-feira, 4 de agosto de 2021

Maranhão ultrapassa meta de coleta de DNA de presos condenados

Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no telegram
Compartilhar no linkedin

O Instituto De Genética Forense do Maranhão encerra 2019 ultrapassando a meta estabelecida de cadastro de vestígios. Seguindo o mesmo saldo positivo alcançado no país no ranking nacional, o estado fica em 5° lugar na tecnologia de perfis genéticos de condenados importantíssima na prova de participação em crimes, como mostra a repórter Elinalva Cardoso.

– Publicidade –

Outros destaques