sábado, 10 de dezembro de 2022

Maranhão Vôlei volta a jogar em casa nesta sexta

Nossa equipe tem errado ainda em alguns momentos. Mas já mostramos que somos capazes de vencer com a ajuda da nossa torcida. Vamos jogar em casa de novo e temos que vencer”. O recado é da central Eli, que espera o Ginásio Castelinho lotado nesta sexta-feira (12), às 19h15 (horário local), para a partida contra o time de Brasília. 

   

Com quatro pontos conquistados, a equipe maranhense está na 12ª posição, com quatro pontos a menos que o Uniara/Araraquara (SP), atual oitavo colocado. Caso vença o jogo de sexta, a equipe encosta também no adversário da partida. Na temporada passada, as duas equipes se enfrentaram duas vezes e o MV foi derrotado nas duas oportunidades, tanto em Brasília quanto em São Luís por 3 sets a 0.

   

Na rodada passada, uma derrota por 3 sets a 1 para o até então lanterna São Bernardo fez o sonho de conseguir ficar entre as oito melhores da Superliga pela primeira vez em sua história ser frustrado pelo menos por algumas rodas. Para piorar, a equipe ainda perdeu duas posições e voltou ao 12º lugar.

   

Porém diante de sua torcida, no último jogo como mandante, foi onde o MV conseguiu sua primeira vitória na competição. Um 3 a 1 contra Araraquara fez a torcida voltar a acreditar que o objetivo de chagar a próxima fase ainda era possível.  A derrota na rodada passada fez a equipe voltar a se distanciar do G8, mas uma vitória em casa, pode dar o ânimo e os pontos necessários para colocar a equipe na briga por uma das vagas.

 

Brasília Vôlei

   

A equipe da capital brasileira é a sétima colocada da competição com oito pontos. Uma vitória pode fazer o Brasília ganhar uma posição na tabela, caso o Camponesa/Minas (MG) não vença sua partida. A partida marca o encontro das duas equipes que fizeram na temporada passada sua estreia na Siperliga. Enquanto o Brasília foi o oitavo colocado e passou aos playoffs, o Maranhão ficou na 14ª e última posição.

   

Nesta temporada, o grande destaque da equipe continua sendo a ponteira Paula Pequeno, ex-Seleção Brasileira. Porém a equipe ainda conta com as experientes Camila Adão, Elisângela, Dani Scoot e Érika Coimbra.

  

– Publicidade –

Outros destaques