terça-feira, 6 de dezembro de 2022

Mau cheiro na Lagoa da Jansen incomoda turistas e moradores

Lixo acumulado, mau cheiro intenso e peixes mortos, essas são as atuais condições da região da Lagoa da Jansen, uma das principais regiões turísticas da ilha de São Luís. O espaço público destinado à população agora é evitado por conta da falta de cuidado e preservação no ambiente.

O problema na região que já perdura há anos, passou pela mão de vários governos e foi alvo de diversas promessas para resolver as questões mais prejudiciais, como o odor forte ocasionado pelo descarte de esgoto vindo de prédios e casas que ocupam os arredores da lagoa.

Professor e ativista ambiental Denison Ferreira, comenta que um dos problemas principais é a abertura das comportas, que são responsáveis pela entrada de água do mar na Laguna, que serve pra oxigenar e aumentar o nível de água. Isso diminui o mau cheiro causado pela decomposição de todo esse material orgânico que tem na laguna, fazendo a troca e manutenção da biodiversidade do espaço.

“Todo esse arcabouço de questões humanas e ambientais ocasionam o odor que as pessoas sentem diariamente, que são gases lançados na atmosfera devido o processo de decomposição”, disse o Denilson.

Com o nível de água mais baixo por falta de funcionamento adequado da comporta, o vento bate nessa matéria que está em decomposição e faz subir esse odor, que é quase insuportável.

Em nota, a Secretária estadual do Meio Ambiente justificou que a decomposição de uma alga chamada ruppia marítima libera um gás para a atmosfera, que seria o responsável pelo mau cheiro. Sobre os peixes mortos, a secretária afirmou que realizará uma vistoria técnica para a averiguação da situação.

– Publicidade –

Outros destaques