quarta-feira, 10 de agosto de 2022

Mercado de games é destaque no Maranhão

O mercado de games vem crescendo significativamente no Maranhão. De acordo
com mapeamento realizado pela Associação de Desenvolvedores de Jogos do
Maranhão (AMAGAMES), o faturamento do setor saltou de 100 mil em 2019 para
500 mil no ano passado. São nove empresas no segmento e cerca de 130
desenvolvedores de jogos atuando no estado.

O crescimento no mercado e a qualidade dos jogos desenvolvidos no Maranhão
têm se destacado e conquistado projeção nacional e internacional.

Pelo segundo ano consecutivo, dois jogos maranhenses foram selecionados
para participar do Big Festival (Best International Games Festival), que
aconteceu no período de 7 a 10 de julho, em São Paulo.

Em 17 categorias diferentes, foram selecionados para participar do Big
Festival 92 jogos de 31 países, sendo 24 de produtoras brasileiras.

Os jogos maranhenses que participaram do evento como finalistas foram o
UniDuni, do Studio Clops – que concorreu na categoria Melhor Multiplayer, e
o Undergrave, desenvolvido pelo Wired Dreams Studio, participando do
Panorama Brasil, uma mostra não competitiva.

A gestora de projetos de Economia Criativa do Sebrae no Maranhão, Danielle
Abreu, explicou que a atividade de jogos eletrônicos faz parte desse
segmento, que no Brasil tem experimentado um crescimento forte não só na
receita, mas também no número de usuários. “O faturamento da indústria de
games representa hoje mais do que as indústrias de cinema, música e
literatura que, somados, geram divisas bastante expressass”, afirmou ela.

Ações com foco na formalização, capacitação para a gestão empreendedora e
de acesso a mercado, como a participação das duas empresas no Big Festival,
são iniciativas empreendidas pelo Sebrae Maranhão, que desde 2018 vem
apoiando esse segmento. “O Maranhão tem um potencial fantástico e o Sebrae
tem ajudado a consolidar isso, por meio de ações de planejamento
empresarial, modelagem de negócios, gestão de projetos de equipes,
finanças, marketing, com atenção para a propriedade intelectual”, constata
a gestora Danielle Abreu. “Nos honra muito saber que o segmento tem
crescido tanto a ponto de ter um destaque em nível nacional e
internacional”, disse ela.

 Heitor Dias, cofundador do Clops Game Studio, ressaltou o apoio do Sebrae
para o segmento. “O Sebrae Maranhão é um dos parceiros mais importantes e
atuantes do ecossistema de desenvolvimento de jogos no estado. A atuação
vai desde a capacitação dos estúdios, incentivo e ampliação da formalização
dos empreendimentos e também a contribuição para que as empresas consigam
maturidade o suficiente para a atuação no mercado internacional. Somos
muito gratos por sua atuação e faremos de tudo para que essa experiência se
aprimore e continue ajudando cada vez mais o mercado local”, afirmou Heitor.

*Região Nordeste concentra 14% dos desenvolvedores de jogos do Brasil.*

De acordo com os dados divulgados pelo site Forbes, houve um crescimento de
mais de 160% na quantidade de estúdios nacionais em atuação, na comparação
com o ano de 2019, quando eram 375, pulando para 1009 em 2022. A Pesquisa
Nacional da Indústria de Games foi publicada pela Associação Brasileira dos
Desenvolvedores de Jogos Digitais (Abragames), em parceria com a Agência
Brasileira de Promoção de Exportação e Investimentos (ApexBrasil),
constando a evolução do segmento.

Ainda segundo os dados da pesquisa, a região Nordeste concentra 14% do
número de desenvolvedores do Brasil. A maior concentração permanece na
região Sudeste (57%), seguida da região Sul (21%), Centro-Oeste (6%) e
Norte (3%).

– Publicidade –

Outros destaques