sábado, 25 de junho de 2022

G10 Editora

MPMA busca obrigar Estado a custear cirurgia

O Ministério Público do Maranhão ingressou, nesta quarta-feira, 3, com Ação Civil Pública, com pedido de liminar, para obrigar o Estado do Maranhão a custear a cirurgia cardíaca de uma moradora de Dom Pedro, a 220 km de São Luís, que não tem condições financeiras para pagar o procedimento.

 

A paciente foi diagnosticada com uma cardiopatia congênita, dilatação das câmaras cardíacas direitas e hipertensão pulmonar moderada. Por conta da anormalidade, ela recentemente teve uma gravidez de alto risco.

 

Após o parto, foi constatada a necessidade de utilização de prótese, com custo orçado em R$ 64 mil mais o procedimento cirúrgico avaliado em R$ 10 mil. “A cada dia que passa o estado de saúde da paciente piora, aumentando também o risco de vida”, relata o promotor de justiça Luiz Eduardo Souza e Silva, autor da ação.

 

O Ministério Público requereu que a cirurgia (ou o tratamento a que a paciente venha a ser submetida) seja realizada no Hospital Pro Cárdio, em São Luís, onde ocorreu o diagnóstico, ou em qualquer outra unidade hospitalar que disponha de vaga para o procedimento. Do MP-MA.

 

(Foto: Reprodução/Google Maps)

– Publicidade –

Outros destaques