terça-feira, 16 de julho de 2024

Sarney diz que MA é vanguarda e chama golpe de revolução

O político maranhense, natural da cidade de Pinheiro, não terá mandato parlamentar em 2015.

 

O senador e ex-presidente da República José Sarney (PMDB), em seu último discurso na tribuna do Senado, na tarde desta quinta-feira (18), disse que o Maranhão “está numa vanguarda” do país. O político maranhense, natural da cidade de Pinheiro, que não disputou as eleições neste ano, não terá mandato parlamentar em 2015. No Maranhão, o candidato apoiado por ele, Lobão filho (PMDB) foi derrotado nas urnas pelo candidato do PC do B, Flávio Dino.

 

Em seu discurso, ao falar para um plenário praticamente vazio, Sarney disse ainda que não gostaria de fazer um discurso de despedida. Em agradecimento ao povo do Maranhão, ele fez questão de ressaltar índices econômicos e sociais do Estado que foi governado por sua filha, Roseana Sarney (PMDB), que renunciou ao cargo, alegando motivos de saúde, mas analistas dos bastidores da política acreditam que tudo não passou de um prêmio de consolação a Arnaldo Melo, ex-presidente da Assembléia Legislativa do Estado do Maranhão (Alema) e, atualmente, governador do Maranhão. 

 

E, apesar dos problemas que a unidade da federação enfrenta, como o caos na segurança pública, Sarney diz lamentar a forma clara como o assunto é tratado por parte da mídia. “Esses números sem dúvida chocam porque a nossa mídia faz parecer que o Maranhão é exemplo de um crescimento menor, mas na realidade, ele está numa vanguarda”, disse.

 

Em sua fala, ele chamou ainda o golpe militar de 1964 de “revolução”.

– Publicidade –

Outros destaques