sábado, 10 de dezembro de 2022

Mãe de jornalista japonês sequestrado pelo EI faz apelo pela vida do filho

Na manhã desta sexta-feira (23), Junko Ishido, a mãe do jornalista japonês sequestrado pelo Estado Islâmico (EI), Kenji Goto, fez apelo através da imprensa para a liberação do seu filho, coincidindo com o fim do ultimato dado pelo grupo para sua execução.

 

“Por favor, salvem a vida de Kenji! Membros do EI, por favor, libertem-no, [Kenji] não é seu inimigo”, pediu ao governo japonês e ao EI, Junko Ishido, em declaração dada no Clube de Correspondentes Estrangeiros de Tóquio.

 

Segundo a Agência Brasil, o primeiro-ministro Shinzo Abe garante não ter sido contactado pelo Estado Islâmico sobre o caso, mas estima que o ultimato seja cumprido nesta tarde, três dias depois de o Poder Executivo ter tomado conhecimento da notícia do vídeo.

 

Informações sobre os sequestrados:

 

Viúvo de 42 anos, Haruna Yukawa foi sequestrado em meados de agosto do ano passado, enquanto supostamente dava apoio logístico a um grupo rebelde, rival do EI, na guerra civil síria.

Kenji Goto, de 47 anos, foi para o território sírio controlado pelo Estado Islâmico no início de outubro, com a intenção de cobrir o conflito, e deveria ter voltado ao Japão no dia 29 do mesmo mês.

– Publicidade –

Outros destaques