domingo, 25 de setembro de 2022

O IBGE divulgou a PIM que comprova uma retração de 0,7% na produção industrial com queda pelo 3° mês consecutivo

Foto: Reprodução

O IBGE divulgou a Pesquisa Industrial Mensal (PIM), referente a passagem de julho para agosto, que retraiu 0,7%, a produção industrial registrou queda pelo 3° mês consecutivo. Com o resultado de agosto, a indústria fica 2,9% abaixo do patamar de pré-pandemia, e 19,1% abaixo do nível recorde, registrado em maio de 2011. Apesar deste recuo, o setor acumulou ganho de 9,2% no ano e de 7,2% nos últimos 12 meses.

A queda registrada em agosto foi disseminada por três das quatro grandes categorias econômicas e pela maioria (15) dos 26 ramos investigados pela PIM. Os resultados é consequência de rupturas da cadeia produtiva e elevação dos custos de energia e logistica, trazendo uma elevação nos custos de produção e desabastecimento de matérias-primas para fabricação do produto final. A inflação também contribui, reduzindo o poder de compra das famílias.

A queda de agosto foi puxada, principalmente, por outros produtos químicos (-6,4%), produtos derivados do petróleo e biocombustíveis (-2,6%), veículos automotores, reboques e carrocerias (-3,1%) e produtos farmoquímicos e farmacêuticos (-9,3%). Outras atividades que impactaram negativamente o índice geral foram equipamentos de informática, produtos eletrônicos e ópticos (-4,2%), máquinas, aparelhos e materiais elétricos (-2,0%), produtos de borracha e de material plástico (-1,1%), confecção de artigos do vestuário e acessórios (-1,6%) e celulose, papel e produtos de papel (-0,8%).

– Publicidade –

Outros destaques