quarta-feira, 23 de junho de 2021

Arraial Live Guará - É hoje!
Operação da PF desarticula quadrilha que fazia saques fraudulentos no país

Operação da PF desarticula quadrilha que fazia saques fraudulentos no país

Foto: Reprodução / Agência Brasil
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no telegram
Compartilhar no linkedin

Na manhã desta quarta-feira (12), a Polícia Federal deflagrou Operação Eleazar com alvos em três municípios do Maranhão: Zé Doca, Nova Olinda do Maranhão e a capital maranhense.

A ação, que é em conjunto com a Caixa Econômica Federal, tem o objetivo de desarticular organização criminosa que realizava saques fraudulentos de precatórios em diversas regiões do país.

A investigação teve origem em uma tentativa de saque ocorrida no município de Capivari de Baixo-SC, tendo sido obtidas, através de cooperação com a Caixa Econômica Federal, informações sobre fraudes similares em diversas agências do banco, inclusive em unidades da CEF no Maranhão.

Os investigados poderão ser indiciados pela prática dos crimes de organização criminosa, estelionato majorado, violação de sigilo funcional e lavagem de dinheiro.

Durante as investigações, a Polícia Federal calcula prejuízo de cerca de R$ 2 milhões aos cofres públicos do Brasil, sendo que esse valor pode aumentar com a continuidade das apurações.

Como funcionava o esquema

De acordo com os levantamentos da PF, uma organização criminosa entrava em contato com advogados através de aplicativo de mensagens (whatsApp), com a finalidade de que realizassem os levantamentos dos precatórios utilizando-se de documentos que seriam falsos, obtidos principalmente em cartórios do Maranhão e Piauí.

Após os saques indevidos, os criminosos faziam sucessivas movimentações financeiras dos valores em contas de terceiros, para afastar a origem ilícita dos recursos financeiros e dificultar a identificação dos verdadeiros beneficiados com as fraudes.

A operação contou com 70 policiais federais, que cumpriram 19 mandados de busca e apreensão, e um de prisão preventiva. Além do Maranhão, foram cumpridos os mandados nos estados do Piauí (Teresina, Porto e Nossa Senhora dos Remédios), Pará (Redenção e São Félix do Xingu) e São Paulo (São João da Boa Vista).

Também foram expedidas 2 medidas cautelares diversas da prisão contra servidores da prisCEF, bem como determinado o bloqueio de contas e sequestro de bens.

Operação Eleazar

O nome em hebraico de Lázaro, o qual, de acordo com o Evangelho, teria sido ressuscitado por Jesus Cristo. Trata-se de uma referência à “Operação Lázaro”, deflagrada pela Polícia Federal em junho de 2016, que investigou o mesmo esquema, por meio do qual um grupo criminoso selecionava precatórios disponíveis para saques, preferencialmente de pessoas já falecidas, mediante a falsificação de documentos.

– Publicidade –

Outros destaques