Diálogo em prol do desenvolvimento

D

O PCdoB no Maranhão vem tendo um destacado papel no processo político do estado sob liderança do governador Flávio Dino. O partido, desde 2008, tem tido participação ativa nas disputas políticas, o que lhe assegurou a condição de força central na articulação da ampla coalizão partidária e social que vem transformando o Maranhão.

É inegável o esforço imenso de todo o PCdoB para ajudar no processo de desenvolvimento de um novo Maranhão. É ainda mais evidente o esforço empenhado para promover a transformação da vida de nosso povo e a melhoria dos índices sociais e econômicos do estado.

Firmes neste propósito, apostamos no diálogo, na construção de um debate sólido e na participação de todos para continuar seguindo na trilha do progresso, certos de que é possível garantir prosperidade à nossa gente, crescimento para o nosso estado e novas perspectivas ao país.

Atento às mudanças e às capacidades do nosso Maranhão, como deputado federal tenho acompanhado de perto os desdobramentos da discussão em torno do Acordo de Salvaguardas Tecnológicas (AST), firmado no mês passado, entre o Governo do Brasil e dos Estados Unidos. O intuito é e sempre será garantir que o aproveitamento da Base Espacial de Alcântara e de todas as potencialidades internacionalmente conhecidas de nossos recursos naturais sejam convertidos em benefícios para os alcantarenses, maranhenses e brasileiros.

Imaginar que Alcântara alçará voos tão distantes exige de todos nós uma enorme atenção. Não apenas para evitar que novas tentativas terminem em lançamentos fracassados do ponto de vista tecnológico e social, mas justamente para garantir que as decolagens se traduzam em projeções cada vez mais factíveis e reais para satélites, tecnologias de última geração, e também para as populações que ali residem, cujo desejo de futuro é tão real quanto o universo que desejamos conhecer.

Como primeiro vice-presidente da Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações da Câmara dos Deputados e vice-líder do PCdoB, tenho atuado para garantir a representação das mais diferentes vozes nas discussões sobre a utilização comercial da Base de Alcântara, reforçando que o diálogo é a chave para assegurarmos o uso adequado de qualquer que seja o recurso. Sobretudo daqueles que afetam diretamente as comunidades tradicionais ou as populações mais desassistidas.

Não há dúvida de que a experiência nos ensina. E é porque já nos abrimos ao mundo que devemos garantir que erros não sejam repetidos, pois também foi a partir deles que absorvemos conhecimentos. E é porque já lidamos com este passivo, que aprofundar o diálogo significa dar um passo adiante para resolver as questões com o passado e rumar para o futuro.

Não há dúvida de que esta é uma janela de oportunidade para o Brasil no desenvolvimento de uma política aeroespacial e tecnológica, mas representa, sem dúvida, uma ótima chance para o Brasil sanar seus passivos legais, jurídicos e sociais com o povo de Alcântara, especialmente com as comunidades quilombolas.

Conquistamos uma vitória imensa ao ter assegurado a participação do Governo Estadual, da Assembleia Legislativa, da Câmara dos Vereadores, das lideranças municipais e da comunidade científica brasileira em torno deste projeto. São as vozes destes que garantirão que os ecos do passado e as perspectivas de futuro construam um presente factível e coerente, unindo os anseios e projeções que, asseguro, são grandiosas e positivas para todos os envolvidos.

Marcio Jerry Por Marcio Jerry
>
Marcio Jerry

Marcio Jerry

Posts recentes